Joaquim José Júdice dos Santos

Mar 28, 2019 | Chapters, Publications

Joaquim José Júdice dos Santos

  • Elisabete Santos Pereira
  • Dicionário Quem é Quem na Museologia Portuguesa
  • Emília Ferreira, Joana d’Oliva Monteiro & Raquel Henriques da Silva (Coords.)
  • 2019
  • Lisbon: Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/NOVA
  • Language: Portuguese
  • ISBN: 978‑989‑54405‑0‑4
  • 268-270 p.

Excerpt:
Mexilhoeira da Carregação [Lagoa], 1821 – Mexilhoeira da Carregação [Lagoa], 1907
Nascido a 9 de outubro de 1821, na Mexilhoeira da Carregação (Vasconcelos, 1908, 37), no Algarve, Joaquim José Júdice dos Santos foi um colecionador particular de arqueologia e numismática. As suas coleções estiveram representadas, durante o século XIX, no Gabinete de Antiguidades da Biblioteca Nacional de Lisboa, no Museu Archeologico do Algarve e na Escola Politécnica de Lisboa. Atualmente podemos conhecer uma parte da sua coleção arqueológica através do Museu Nacional de Arqueologia, onde foram incorporados numerosos objectos que lhe pertenceram (Pereira, 2017).

About the book:
O Dicionário Quem é Quem na Museologia Portuguesa, acessível no site do Instituto de História de Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (IHA—FCSH/NOVA), é um projeto em curso da linha de investigação Estudos de Museus. Como objetivo fundamental, propõe-se facultar uma visão abrangente, um conhecimento preciso e uma valorização atualizada das personalidades ligadas à museologia portuguesa, atuantes em diferentes tipologias científicas. Visa contribuir, também, para uma mais ampla compreensão da história dos museus e da museologia. Inscrita na tipologia de iha-seed-projects (micro-projetos), uma das linhas estruturais estratégicas do IHA—FCSH/NOVA, aposta nas virtualidades da publicação online em acesso aberto, potenciadora de uma proveitosa interação entre utilizadores e recursos, em permanente atualização. O primeiro volume do Dicionário é dedicado a personalidades da museologia portuguesa que desenvolveram a sua atividade entre o século XVIII e os anos 1960. Esta delimitação temporal é meramente operativa e conjuntural: entendeu-se que é necessária maior distância cronológica para se estudar o impacto das ações e das contribuições teóricas e profissionais dos biografados que estão ainda em atividade ou deixaram de estar em tempos muito recentes. No entanto, considera-se que a continuação do projeto permitirá agendar a sua indispensável atualização

Get the book

 

Other Publications

Filter Categories
All
Books
Chapters
Papers
Other publications

CONTACTS

Institute of Contemporary History
NOVA FCSH
Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA
 Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545
Email: ihc@fcsh.unl.pt

WORKING HOURS

Monday to Friday
10.00h – 13.00h / 14.00h – 18.00h

SEARCH

Share This
X