Festa dos Tabuleiros é Património Cultural Imaterial

Mai 10, 2023 | Notícias

A Festa dos Tabuleiros de Tomar foi inscrita no Inventário Nacional de Património Cultural Imaterial, segundo um anúncio publicado em Diário da República a 8 de Maio, que aceitou a candidatura apresentada pela Câmara Municipal de Tomar e o IHC em Julho de 2019.

O processo iniciou-se em 2018, com a assinatura de um protocolo de colaboração entre o IHC e o município tomarense, constituindo-se uma equipa de investigação composta por Paula Godinho, Maria Alice Samara e André Camponês, que tiveram como missão estudar a história, a etnografia e o património da Festa dos Tabuleiros de Tomar, tendo como objectivo principal registar a festividade no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial. André Camponês continuou o seu trabalho em Tomar, culminando com o alcance do objectivo traçado.

Tendo uma origem pagã associada à época das colheitas, a Festa dos Tabuleiros, como outras, adquiriu depois caráter religioso, com a intervenção da Rainha Santa Isabel. Segundo André Camponês, em declarações à Lusa, a data mais antiga que documenta a existência da Festa dos Tabuleiros, então designada Festa em Honra do Divino Espírito Santo, é de 1844, informação obtida no livro de Actas e Contabilidade da Academia Philarmónica Tomarense (já desaparecida), e o testemunho mais antigo da Festa do Espírito Santo em Tomar é a Coroa da Asseiceira de 1544.

No estudo realizado pelo IHC, foram recolhidas informações, depoimentos e documentos sobre a Festa, bem como preparadas propostas de salvaguarda, como “os registos vídeo e fotográficos de profissões em vias de extinção, como o latoeiro ou o cesteiro, para que possam ser replicados no futuro, ou a criação de um Centro Interpretativo da Festa”, diz André Camponês.
Este anúncio coincide com ano de Festa dos Tabuleiros, que decorrerá de 1 a 10 de Julho, com os típicos Cortejo dos Rapazes (2 de Julho), ruas ornamentadas (a partir de dia 5), Cortejo do Mordomo (dia 7), Procissão das Coroas e Pendões do Espírito Santo e o Grande Cortejo dos Tabuleiros (dia 9).

O IHC congratula-se com o êxito de mais uma parceria com uma autarquia que contribuiu não só para um melhor conhecimento histórico de uma importante tradição nacional como para o reconhecimento da mesma pela Direcção-Geral do Património Cultural — um dos objetivos que se enquadra na contribuição para as políticas públicas associadas ao património, também muito relevante no âmbito do IN2PAST.

 

Imagem: Cortejo dos Tabuleiros em Julho de 2019. (Crédito: Maria Alice Samara)

 

Outras notícias

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea
NOVA FCSH
Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA
Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545
Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

Segunda a Sexta-Feira
10.00h - 13.00h / 14.00h - 18.00h

Pesquisa

X