julho, 2021

13jul5:00 pm6:30 pmAs esquerdas radicais e o processo revolucionário no Baixo AlentejoSeminário5:00 pm - 6:30 pm Campus de Campolide da NOVA — 1099-085 LisboaTipologia do Evento:Seminário

Cabeçalho da edição nº 2 do jornal

Ver mais

Detalhes do Evento

Seminário do grupo de investigação em História Global do Trabalho e dos Conflitos Sociais, com Constantino Piçarra.

 

“As esquerdas radicais e o processo revolucionário no Baixo Alentejo nos pós 25 de Abril de 1974”

Constantino Piçarra (IHC — NOVA FCSH)

 

Em resultado do trabalho político desenvolvido no distrito de Beja na segunda metade da década de 1960, após Abril de 1974 assiste-se nesta região à rápida implantação de diversos grupos marxistas-leninistas que, depois, irão confluir no Partido Comunista Português (Reconstruído), a que se sucede o Movimento da Esquerda Socialista (MES). Os primeiros, com implantação significativa nas oficinas da cidade de Beja e hegemonia na direcção da delegação do concelho de Beja do Sindicato da Construção Civil, disputam ao Partido Comunista Português a liderança do movimento operário e popular da cidade e, juntamente com o MES, batem-se por uma proposta divergente do PCP em matéria de reforma agrária, cuja concretização ensaiam nas cooperativas onde têm influência, respectivamente em Odemira e Albernoa.

 

Imagem: Alentejo Vermelho N.º 2, 15 de Setembro de 1975 (Fonte)

Tempo

(Terça-feira) 5:00 pm - 6:30 pm

Localização

NOVA FCSH, Colégio Almada Negreiros, Sala 209

Campus de Campolide da NOVA — 1099-085 Lisboa

Organizador

X