maio, 2022

13mai10:30 am12:30 pmEntre o arquivo e o mapeamentoOficina de História e Imagem10:30 am - 12:30 pm Campus de Campolide da NOVA — 1099-085 LisboaTipologia do Evento:Workshop

Imagem de um dos filmes do arquivo Traça. Fotografia de uma pequena televisão numa prateleira de supermercado, rodeada pelos produtos à venda, de refrigerantes, a sumos de fruta, a batatas fritas de pacote.

Ver mais

Detalhes do Evento

Sessão aberta da Oficina de História e Imagem, em formato híbrido, com uma apresentação de Inês Sapeta Dias.

 

Entre o arquivo e o mapeamento:
Apresentação da TRAÇA, projecto de recolha de filmes de família na cidade de Lisboa

 

A TRAÇA é um projecto de recolha, estudo e exposição de filmes de família. O seu trabalho assenta sobre dois pilares: o território, em específico o da cidade de Lisboa, tratado a partir da história da sua habitação; e o arquivo, cujos limites este projecto procura expandir. Em relação ao arquivo, a sua expansão faz-se desde logo pela recolha de filmes que não têm um lugar estabilizado na história do cinema e têm sido materiais descartados pelos arquivos fílmicos; e faz-se também através da abertura deste arquivo a criadores que, vindos de áreas artísticas distintas, são convidados a ocupar momentaneamente o lugar do arquivista e a trabalhar a partir dos filmes de família recolhidos – o cinema e a performance foram as áreas convocadas até agora.

Na gestão deste arquivo, se, por um lado, a TRAÇA trabalha sobre cada filme e memória particular, nomeadamente através da organização de visionamentos comentados com os depositantes, por outro, porque de diversas maneiras, a partir de diferentes motores, articula e cruza cada imagem com outras, este projecto trabalha para o desenho de um mapa imaginário, emocional e comum que põe em causa o espaço e os circuitos entre a memória e a história.

Nesta sessão, será apresentado o trabalho que a TRAÇA tem em curso mas também as dificuldades metodológicas com que se tem confrontado, para lançar uma discussão sobre memória, pós-memória, a escrita da história (e os seus campos cegos).

 

Apresentação de: Inês Sapeta Dias

Moderação de: a anunciar

 

Para mais informações e inscrições, contactar oficinahistoriaeimagem@gmail.com

 

Sobre Inês Sapeta Dias:
Doutorada em Ciências da Comunicação com uma tese sobre a história da programação do cinema (financiada pela FCT e orientada por João Mário Grilo). Organiza programas de cinema desde 2004, primeiro na Filmoteca de Catalunya (Barcelona), e depois sobretudo na Videoteca do Arquivo Municipal de Lisboa onde recentemente foi responsável pelo lançamento de projectos como Traça – Mostra de Filmes de Arquivos Familiares, Topografias Imaginárias ou O que é o Arquivo? Em 2011 teve carta branca da Cinemateca Portuguesa para programar cinco sessões num ciclo movido pela pergunta “o que é programar uma cinemateca hoje?” e em 2012 co-programou uma retrospectiva de cinema documental português nos États Généraux du Film Documentaire, em Lussas (França). E em 2008 finalizou o seu primeiro filme, Retrato de Inverno de uma paisagem ardida (16mm, 40′), que contou com o apoio financeiro do ICA/RTP e foi projectado em diversos festivais e mostras de cinema nacionais e internacionais.

 

Imagem: filme Traça

Tempo

(Sexta-feira) 10:30 am - 12:30 pm

Localização

NOVA FCSH, Colégio Almada Negreiros, Sala 219

Campus de Campolide da NOVA — 1099-085 Lisboa

Organizador

X