Nova exposição sobre Aristides de Sousa Mendes em Bordéus

Out 12, 2020 | Destaque, Notícias

Foi inaugurada hoje, em Bordéus, a exposição 1940. L’exil pour la vie [1940. Exílio para a vida], que contou com a participação da historiadora Cláudia Ninhos na equipa de curadoria científica.

Assinalando o 80º aniversário da ofensiva do exército alemão no nordeste de França, que provocou o êxodo de milhões de refugiados que chegaram à Gironda na esperança de escapar da guerra e encontrar uma saída para uma terra de asilo, a Comissão Aristides de Sousa Mendes organizou esta exposição, com a curadoria de Cláudia Ninhos, Marie-Christine Volovitch-Tavarès e Victor Pereira; o design foi da agência Rébus.

A exposição recria “o contexto e a acção do cônsul português em Bordéus, Aristides de Sousa Mendes, que assinou milhares de vistos em seu nome, desobedecendo assim a ordens. de seu governo” através de arquivos, documentos iconográficos e audiovisuais franceses e portugueses.

Estará patente no Arquivo Departamental de Gironda, em Bordéus, até 31 de Dezembro de 2020, podendo ser visitada gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

 

Foto: Exposição “1940. L’exil por la vie”. Crédito: Victor Pereira.

 

Cartaz da exposição "1940. L’exil pour la vie", em Bodéus, França

Outras notícias

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea
NOVA FCSH
Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA
Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545
Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

Segunda a Sexta-Feira
10.00h - 13.00h / 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X