Projecto Adegas da Memória termina com resultados surpreendentes

Mar 31, 2021 | Destaque, Notícias

A equipa do projecto Adegas da Memória de Vilachá, liderada por Xurxo Ayán Vila, divulgou ontem os resultados da sua investigação, numa conferência de imprensa em A Pobra do Brollón (Galiza).

Tendo como objectivos estudar as origens históricas e a cronologia do sistema vitivinícola da Ribeira Sacra, com a sua típica arquitectura de socalcos, a investigação revelou que, ao contrário do que era mantido pela tradição académica, esta paisagem cultural tem a sua origem no século X, e não na época romana. As primeiras transformações terão estado relacionadas com a construção de mosteiros, ermidas ou outro tipo de relações de propriedade e uso da terra de carácter pré e proto-feudal. No século XIII, com a chegada da Ordem de Cister à região, ter-se-á dado a maior transformação na paisagem natural, com a expansão do cultivo de vinho às ribeiras actuais de Val do Frade e O Eivedo.

Estas conclusões coincidem com a mais antiga referência cronológica que se conhece da documentação do cultivo do vinho na zona, que o situa em 876, num documento de doação de vinhas ao mosteiro de Santa Cristina de Ribas de Sil (Ourense). “Tudo o que vemos nos documentos, está corroborado graças às ciências do solo e graças à arqueologia”, disse Xurxo Ayán em declarações aos jornalistas.

Para além da importância científica das descobertas, estes resultados serão fundamentais para o reforço da candidatura da paisagem cultural da Ribeira Sacra a Património Mundial da UNESCO, uma vez que mostram a singularidade desta paisagem, com cerca de 1000 anos de história e resiliência, no contexto europeu e mundial.

Os trabalhos de levantamento arqueológico e edáfico e as análises de datação com Carbono-14 foram coordenadas pelo arqueólogo do IHC, tendo sido desenvolvidos com o Instituto de Ciências do Património (INCIPIT) do Conselho Superior de Investigação Científica (CSIC) e financiados pela Direcção-Geral do Património Cultural da Xunta de Galicia, a comunidade local de Vilachá e a Câmara Municipal de A Pobra do Brollón.

Na conferência de imprensa (vídeo) participaram Felipe Criado (Director do INCIPIT — CSIC), Cruz Ferro-Vázquez (ICArEHB — Universidade do Algarve), Carmen Martínez Insua (Directora-Geral do Património Cultural da Galiza), Xurxo Ayán Vila (IHC — NOVA FCSH) e Xosé Lois Maceda (Presidente da Câmara A Pobra do Brollón).

 

 

Imagem: Escavação em Os Conventos (Fonte: Adegas da Memória)

Outras notícias

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea
NOVA FCSH
Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA
Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545
Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

Segunda a Sexta-Feira
10.00h - 13.00h / 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X