Xurxo Ayán inicia projecto de arqueologia na Galiza

Mai 10, 2019 | Destaque, Notícias

Iniciou-se em Maio o novo projecto de Xurxo Ayán, que acaba também de se incorporar no IHC, após ganhar um contrato do Estímulo ao Emprego Científico da FCT. Trata-se do projecto arqueológico “Adegas da Memória” e tem como objectivo principal a investigação da resistência anti-franquista e a organização das rotas de fuga dos republicanos espanhóis para o norte de Portugal.

Este projecto faz parte do trabalho que Xurxo Ayán vai desenvolver no IHC, integrado na temática “Arqueologia do Estado Novo” e tem três vertentes: a escavação, com a colaboração da comunidade local, do lugar Os Conventos, onde se presume que estejam as ruínas que um antigo eremitério abandonado no século XIII, para se reconstruir a origem da paisagem simbólica e cultural; a investigação da memória do século XX da comunidade de Vilacha, especialmente no que diz respeito à Guerra Civil espanhola, à repressão e à construção de barragens pelo regime de Franco; e investigar os refúgios presentes na zona que os republicanos usavam para, depois, fugirem para Portugal.

Exemplo desta última vertente foi o caso de Juan Tizón Herreros, presidente socialista da Câmara de Monforte de Lemos, que fugiu para o Porto, onde faleceu em 1945.

Liderado pelo nosso investigador, o projecto é financiado pelo município de A Pobra do Brollón e pela Asociación de Vecinos Vilachá, uma freguesia galega, na região vinícola de Ribeira Sacra, que tem como objectivo candidatar-se a Património Mundial da UNESCO.

Toda a investigação será acompanhada por uma série documental disponível online, chamada também “Adegas da Memória” e da qual já se podem ver os primeiros episódios, no link https://adegasdamemoria.com/.

 

Outras notícias

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea
NOVA FCSH
Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA
Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545
Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

Segunda a Sexta-Feira
10.00h - 13.00h / 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X