fevereiro, 2021

25fev5:00 pm7:00 pmA mulher e a Educação na frente de TeteResearch seminar5:00 pm - 7:00 pm Tipologia do Evento:Cycle,Seminar

Detalhe do cartaz do seminário

Ver mais

Detalhes do Evento

Research seminar of the group Comparative Political History. With Nheleth Mambirisse, on the role of women in Mozambique’s armed liberation struggle.

 

A mulher e a Educação na frente de Tete (1964-1974)

 

Nesta tese apresentamos a contribuição da mulher na luta armada de libertação de Moçambique, no sector da Educação na frente de Tete, que decorreu de 25 de Setembro de 1964 a 7 de Setembro de 1974. Nesta luta as mulheres desempenharam papel preponderante ao lado do homem para o alcance da independência nacional que foi proclamada a 25 de Junho de 1975 pelo então presidente Samora Moisés Machel. As mulheres foram importantes como mobilizadoras e educadoras políticas do povo e dos guerrilheiros nos campos de batalha e nos centros educacionais, ensinando crianças, jovens e adultos nas zonas libertadas pela Frente de libertação de Moçambique (FRELIMO) movimento nacionalista moçambicano, que lutou contra a dominação colonial.
As mulheres na frente de Tete dedicaram-se à educação nos infantários onde encontrávamos crianças órfãs de pais vítimas da luta armada de libertação de Moçambique, e filhos dos guerrilheiros vivos que se encontravam nos campos de batalha; Nos centros pilotos, educavam homens, mulheres e crianças, para tal, eram selecionadas aquelas que tinham algum conhecimento em relação às outras. Desde cedo a FRELIMO definiu a educação como prioridade na luta armada de libertação nacional, assim como definiu a participação da mulher na mesma, desempenhando dentre várias actividades a de educadora e nesse período não se fala apenas de educação “formal” que era basicamente ler e escrever mas incluía a “educação natural” instrução militar, o canto e a dança. O facto de muitas mulheres não terem concluído o nível primário, não constituía limitação para ensinar.

 

Oradora: Nheleth Mambirisse (Universidade Pedagógica de Maputo)
Docente da Universidade Pedagógica de Maputo; Doutoranda em História de África Contemporânea; Mestre em Ciência Política e Estudos Africanos.

 

Comentadora: Olga Iglésias (IHC — NOVA FCSH)
Professora de História, reformada. Investigadora integrada no grupo de História Política Comparada no IHC — NOVA FCSH e colaboradora no CEsA/CSG/ISEG-Lisboa.

 

🔗 Link de acesso à sessão Zoom

 

Cartaz do seminário "A mulher e a Educação na frente de Tete (1964-1974)"

Tempo

(Quinta-feira) 5:00 pm - 7:00 pm

Localização

Dedicated Zoom link

Organizador

Institute of Contemporary History — NOVA School of Social Sciences and Humanitiescomunicacao.ihc@fcsh.unl.pt Avenida de Berna, 26C - 1069-061 Lisbon

X