Entre voluntarismos e resistências, o imperativo da produtividade

Nov 28, 2018 | Artigos, Publicações

Entre voluntarismos e resistências, o imperativo da produtividade. O processo de criação do Instituto Nacional de Investigação Industrial nos meandros do Estado Novo

  • Ana Carina Azevedo
  • 2018
  • Mátria Digital
  • Número 6
  • 587-619 p.
  • Idioma: Português
  • DOI: —
  • ISSN: 2183-1467

Após o final da Segunda Guerra Mundial, Portugal seria compelido a adaptar a sua estrutura produtiva às novas lógicas e desafios do período, como forma de alcançar um maior desenvolvimento económico e ultrapassar as debilidades tornadas visíveis durante o conflito mundial. No entanto, a opção pela industrialização defendida pelos industrialistas do regime teria de enfrentar as idiossincrasias do País e as prioridades do regime. O processo de criação do Instituto Nacional de Investigação Industrial evidencia as tensões presentes na época relativamente à industrialização, tentando articular a necessidade do seu desenvolvimento com a defesa das prioridades do regime.

Palavras-chave:
Portugal; Estado Novo; Instituto Nacional de Investigação Industrial

Outras Publicações

Todas
Livros
Capítulos
Artigos
Outras publicações

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea
NOVA FCSH
Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA
Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545
Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

Segunda a Sexta-Feira
10.00h - 13.00h / 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X