Biografias // AFONSO XIII (1886-1941)

AFONSO XIII (1886-1941)
Rei de Espanha

Nasceu em Madrid a 17 de Maio de 1886, já órfão de pai e numa época em que a Monarquia em Espanha, à semelhança do que sucedia em Portugal, vivia sob uma constante e cada vez maior ameaça republicana que punha em causa a continuidade do regime monárquico. Afonso XIII, incapaz de contrariar esta tendência, depois de ter recebido o trono das mãos da regente, sua mãe, a rainha Maria Cristina de Habsburgo, viu-se destronado e forçado a partir para o exílio em 14 de Abril de 1931.

Durante o seu reinado as relações com Portugal depois de uma primeira fase em que foram amistosas e próximas, marcadas pelas suas visitas a Portugal em 1903 e 1909, retribuídas pela presença do rei D. Carlos em Espanha em Dezembro de 1902 e Março de 1906, esfriaram depois da implantação da República, em 5 de Outubro de 1910, no nosso País. Surgiu, então, o espectro da anexação de Portugal a Espanha sob o ceptro de Afonso XIII, alimentado pelas incursões monárquicas de Paiva Couceiro de 1911 e 1912 e pela eclosão da 1ª Guerra Mundial (1914-18) dadas as boas relações existentes entre a casa real espanhola e as monarquias dos impérios centrais. Isso, porém, não impediu que Afonso XIII recebesse, em 1917, o presidente português, Bernardino Machado, quando este passou por Espanha na sua viagem para França para visitar as tropas portuguesas aí estacionadas. Morreu em Roma, a 28 de Fevereiro de 1941.