Biografias // OLIVEIRA, António de (1867-1923)

OLIVEIRA, António de (1867-1923)
Eclesiástico e prior da Graça

Nasceu em Lamego a 21 de Janeiro de 1867 e faleceu em Lisboa a 9 de Setembro de 1923. Eclesiástico e prior da Graça; capelão da Casa de Correcção e Detenção de Lisboa (1899-1911); Subdirector e superintendente das Escolas de Reforma (1911-1923). Dedicou a sua vida à assistência a menores delinquentes, tendo sido nomeado em 1899 capelão da Casa de Correcção e Detenção de Lisboa, tendo empreendido com o seu director António José da Silva Pinto esforços redobrados para minorar os tormentos causados aos jovens detidos no edifício da Casa de Correcção em Lisboa. Foi nomeado posteriormente subdirector e superintendente da instituição, já em Janeiro de 1911. Em Lisboa foi ainda encarregue da transferência do Convento das Mónicas para a Cartuxa e da instalação feminina da Casa de Correcção, mas também no Porto, onde veio a preferir Vila do Conde para fundar a Casa de Correcção do Porto.

No contexto da reestruturação que a I República e o seu Governo Provisório empreenderam na Assistência Pública e Infantil no País, estas instituições passaram a assumir-se como Escolas Centrais de Reforma. Foi neste período que esteve envolvido no estudo da remodelação do Instituto Federação e Trabalho, Instituto de Odivelas, Colégio Militar e na criação do Instituto dos Pupilos do Exército, tarefas confiadas pelo Governo Provisório.

O seu profundo conhecimento em matérias assistenciais e de protecção a jovens delinquentes e desamparados também lhe valeu a chamada para a colaboração na elaboração do projecto da futura Lei de 27 de Maio de 1911 (criação da Tutoria da Infância e da FNADC). Para além das actividades como prior da Graça, superintendente da Escola Central da Reforma de Lisboa e das restantes Escolas de Reforma, consultor para assuntos jurídicos de menores, foi também escritor e pensador da problemática da criança delinquente e desamparada).