Biografias // KEIL, Alfredo (1850-1907)

KEIL, Alfredo (1850-1907)
Pintor e músico

Nasceu em Lisboa em 3 de Julho de 1850 no seio de uma família de ascendência alemã e desde pequeno mostrou interesse pela música e pela pintura. Viajou muito pela Europa, estudou música e desenho. Em 1874 foi galardoado com duas medalhas pela Sociedade Promotora de Belas Artes, tendo recebido outra no ano a seguir. Em 1876 recebeu mais duas medalhas de prata com os seus quadros Sesta e Meditação. Novas distinções recebeu nos anos que se seguiram, em França, no Brasil e em Espanha.

Na música escreveu óperas e cantatas. Em 1890, por ocasião do ultimato inglês, compôs a música da Portuguesa, canto patriótico da autoria de Henrique Lopes Mendonça, que se tornou rapidamente popular e foi adoptado pelos republicanos, que o tocaram durante a tentativa de instauração da República, no Porto, em Janeiro de 1891. Por esse motivo, foi proibida a sua reprodução em público, mas com a implantação definitiva da República, em 5 de Outubro de 1910, a Portuguesa foi no ano seguinte adoptada como hino nacional.

Alfredo Keil continuou a desenvolver uma intensa e bem sucedida actividade artística até à data da sua morte a 4 de Outubro de 1907, na sequência de uma intervenção cirúrgica.