Biografias // COUCEIRO, Henrique Mitchell Paiva (1861-1944)

COUCEIRO, Henrique Mitchell Paiva (1861-1944)
Governador-geral de Angola

Destacado combatente das campanhas de ocupação e pacificação militar em Angola e Moçambique, em 1889 foi nomeado comandante do esquadrão de cavalaria de Humpata e segue para o Bailundo e Forte Princesa Amélia em missão de soberania e reconhecimento geográfico. No ano a seguir vai para o Bié para estabelecer ligações com a costa oriental e organizar uma expedição do Barotze, cuja execução é posta em causa pelo ultimato inglês. Toma parte na expedição de Artur de Paiva contra o Dunduna. Em 1895, em Moçambique, foi ajudante de campo de António Enes, tendo um papel importante na vitória do Mogul.

Entre 1907 e 1909 exerceu funções como governador-geral de Angola e esboça um dos mais notáveis programas da administração ultramarina portuguesa, que depois será retomado por Norton de Matos. Assente na pacificação e ocupação do território, traduziu-se num novo regime de ocupação civil, no incremento à construção de vias ferroviárias e rodoviárias e ao uso de vias fluviais, projectando e dando início ao apetrechamento dos portos angolanos. Finalmente, fez estudar as possíveis zonas de povoamento europeu em regiões atravessadas por caminhos-de-ferro. Criou, ainda, estações agrícolas experimentais e concedeu facilidades à imigração para Angola, organizando na metrópole o recrutamento de colonos e combatendo o envio de degredados. Acabou, porém, por abandonar o governo de Angola devido às dificuldades levantadas à execução dos seus planos.

Depois da implantação da República, assumiu-se como um paladino da restauração da Monarquia, comandando as incursões monárquicas de 1911/12 e proclamando, em 1919, a Monarquia do Norte. Foi exilado pelo Estado Novo em 1937 por críticas que lhe teceu a propósito da defesa do império, nomeadamente de Angola.