Projectos Concluídos // Engenho e Obra.História da Engenharia em Portugal no Século XX

  • Investigadores responsáveis:
    José Maria Brandão de Brito, Manuel Heitor e Maria Fernanda Rollo
  • Equipa:
    ESTRUTURA ORGANIZATIVA E EQUIPA DE INVESTIGAÇÃO

    DIRECÇÃO E COORDENAÇÃO GERAL DO PROJECTO
    (Exposição, publicações e iniciativas associadas)

    • Manuel Heitor, Instituto Superior Técnico, IST-UTL
    • José M. Brandão de Brito, Instituto Superior de Economia e Gestão, ISEG-UTL
    • Maria Fernanda Rollo, Instituto de História Contemporânea e FCSH-UNL

    COMISSARIADO da EXPOSIÇÃO
    A coordenação da exposição é feita pela seguinte equipa de Comissários:

    • Manuel Heitor, Instituto Superior Técnico, IST-UTL
    • José M. Brandão de Brito, Instituto Superior de Economia e Gestão, ISEG-UTL
    • Henrique Cayatte, Atellier Henrique Cayatte
    • José Pessoa, Divisão de Documentação Fotográfica, IPM
    • Maria Fernanda Rollo, Instituto de História Contemporânea e FCSH-UNL
    • Rui Trindade, Centro de Arte, Tecnologia e Comunicação, ARTIC

    CONSULTORA ESPECIAL
    • Simonetta Luz Afonso, Museu da Assembleia da República

    CONSELHO CONSULTIVO
    O Conselho Consultivo tem sobretudo um papel de aconselhamento junto do Comissariado definido anteriormente, e inclui os seguintes elementos:

    • Eduardo Beira, Escola de Engenharia, Universidade do Minho
    • Paulo Tavares de Castro, Faculdade Engenharia, Universidade do Porto
    • José Domingues, Centro de Estudos de Telecomunicações, Portugal Telecom Inovação
    • Alberto Pinto de Magalhães, LNEC– Laboratório Nacional de Engenharia Civil
    • Rolando Borges Martins, Parque das Nações, Lisboa
    • Vitória Mesquita, Divisão de Documentação Fotográfica, IPM
    • Luís Valente de Oliveira, Associação Empresarial de Portugal, AEP
    • João Martins Pereira, TECNINVEST
    • Sommer Ribeiro, SOMAGUE Engenharia
    • Fernando Rosas, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – UNL
    • Raquel Henriques da Silva, IPM - Instituto Português de Museus
    • Nuno Ribeiro da Silva, SOMAGUE Ambiente
    • Cansado Tavares, Ordem dos Engenheiros
    • Ana Tostões, Instituto Superior Técnico, IST - UTL
    • Paulo Renato Trincão, Museu Nacional da Ciência e da Técnica, MNCT
    • Teresa Pêra, Museu do Instituto Superior Técnico, IST - UTL

    INVESTIGAÇÃO E CONTEÚDOS

    •  Investigação e selecção documental:
    Coordenação: Maria Fernanda Rollo, Instituto de História Contemporânea e FCSH-UNL
    Paula Meireles, investigadora, IN+
    Ana Paula Pires, investigadora, IN+/IST e FCSH-UNL
    Ana Filipa Silva, investigadora, IN+/IST e FCSH-UNL
    Isabel Pina, investigadora, IN+/IST
    Ivo Veiga, investigador,  IN+/IST e FCSH-UNL
    Ana Isabel Pereira, investigadora, IN+/IST

    •  Selecção de imagens e materiais:
    Maria Fernanda Rollo, Instituto de História Contemporânea; FCSH-UNL
    José Pessoa, Divisão de Documentação Fotográfica, IPM

    • Fotografia: tratamento, conservação e reprodução de imagens:
    José Pessoa, Divisão de Documentação Fotográfica, IPM

    • Filmes e vídeos:
    Diana Andringa
    Rui Trindade
  • Grupo de Investigação:
    Economia, Sociedade, Património e Inovação
  • Financiado por:
    IN+ do IST, IHC da FCSH-UNL, FCT, Ministério da Educação, Ministério da Cultura, Câmara Municipal de Lisboa, Ordem dos Engenheiros, Academia de Engenharia, LNEC - Laboratório Nacional de Engenharia Civil e outros.
  • Data de início:
    2000
  • Duração:
    48 meses
  • Resumo:
    Projecto desenvolvido pelo Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, IHC, em colaboração com o Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento do IST, IN+, que contou com o apoio do Ministério da Educação, do Ministério da Cultura, da Câmara Municipal de Lisboa, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, da Ordem dos Engenheiros, da Academia de Engenharia e do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, entre outras instituições nacionais.

    Consistiu na realização de um projecto de investigação pluridisciplinar, envolvendo um grupo alargado de engenheiros, historiadores, economistas, tecnólogos, que possibilitou a identificação e análise do que de mais relevante se passou no nosso País no domínio da Engenharia. O projecto envolveu o desenvolvimento de uma base de dados, composta por uma cronologia detalhada, o levantamento de milhares de elementos iconográficos, a identificação dos principais momentos de inovação, bibliografia e legislação.

    A coordenação da investigação histórica que constituiu suporte ao projecto e às diversas realizações que promoveu esteve a cargo do IHC da FCSH.

    Para além do intuito de divulgação, pretendeu-se fomentar uma cultura tecnológica e de base científica, através da difusão de uma mensagem de matriz histórica, permitindo à generalidade dos cidadãos e, designadamente das gerações mais jovens, aprender a apreciar factos e feitos, estratégias e concepções, fracassos e êxitos de 100 anos de engenharia que se aprendeu, pensou e concretizou em Portugal. Foi nesse sentido que se estruturou um projecto de investigação que teve como objectivo estudar o passado, mergulhar nas raízes, percorrer transversalmente o último século e perspectivar o futuro; mostrar como a arte e o génio se combinaram com a tecnologia, e como a nossa história contemporânea mais recente ficou indelevelmente marcada pela actuação protagonizada por um grupo social específico: os engenheiros.
  • Actividades e Publicações:
    O programa de trabalhos incluiu a realização, entre outras iniciativas, de:
    ─ uma exposição de âmbito nacional, Engenho e Obra, patente na Cordoaria Nacional entre Janeiro e Março de 2003, cujo Comissariado foi composto por Manuel Heitor, Instituto Superior Técnico, IST-UTL, José M. Brandão de Brito, Instituto Superior de Economia e Gestão, ISEG-UTL, Henrique Cayatte, Atellier Henrique Cayatte, José Pessoa, Divisão de Documentação Fotográfica, IPM, Maria Fernanda Rollo, Instituto de História Contemporânea e FCSH-UNL e Rui Trindade, Centro de Arte, Tecnologia e Comunicação, ARTIC.

    A exposição incorporou a amostragem de um conjunto vasto e diverso de imagens, filmes, equipamentos, tecnologias, demonstrações, recorrendo a suportes de diversa natureza, parte dos quais produzidos especificamente para o efeito, relativos à história da engenharia em Portugal durante o século XX tendo em consideração o seu enquadramento histórico.

    De salientar que a exposição Engenho e Obra, recebeu o Dibner Award da Society for the History of Technology, http://shot.jhu.edu/awards/dibner.htm do ano de 2003, o mais importante prémio internacional para exposições na área da história da tecnologia: I am delighted to tell you that your exhibit, "Engenho e Obra" has been named co-winner of this year's Dibner Award for outstanding museum design and interpretation.  Over the years, this award has been won by many of the world's great museums including The Science Museum in London, The National Museum of American History, and The Power Plant in Australia, so you join a distinguished group.

    - Além disso, Engenho e Obra promoveu a realização de um documentário subordinado à temática da exposição cujo guião foi desenvolvido por Diana Andringa e a realização por Teresa Olga. O documentário "Engenho e Obra: Engenharia em Portugal no Século XX" retrata o que foi o caminho não só da engenharia, mas também do ensino da mesma e da própria profissão de engenheiro, no século passado. Seguindo uma linha cronológica, por vezes tornada sinuosa pela cronologia interna de cada um dos sub-temas, o documentário alia a imagens das diversas épocas depoimentos de vários engenheiros que falam da sua área de trabalho, mas também de sociólogos, historiadores e profissionais de áreas que trabalham em estreito contacto com a engenharia, seja ela civil, de minas ou a mais recente bio-engenharia.

    O documentário foi também galardoado em 2003 com o Prémio UNIVERSIDADES Œ03 atribuído pelo TELEciência 2003 - V Festival Internacional do Filme de Divulgação Científica.
    Filme Engenho e Obra.pdf

    - A realização do concurso nacional, Pensar e Fazer, cujo júri foi presidido pela Prof. Doutora Maria Cândida Proença, IHC, FCSH.
    - Um conjunto de publicações, disponibilizadas em vários suportes e plataformas de divulgação.
    - Engenho e Obra. Uma abordagem à História da Engenharia em Portugal no Século XX, coord. de J. M. Brandão de Brito, Manuel Heitor e Maria Fernanda Rollo, Publicações Dom Quixote, Lisboa, 2002.
    - Engenho e Obra. Engenharia em Portugal no Século XX. Catálogo da Exposição Engenho e Obra realizada na Cordoaria Nacional, Org. Comissariado da Exposição, Publicações Dom Quixote, Lisboa, 2003.
    - Engenharia em Portugal no Século XX,  3 vols., coord. de J. M. Brandão de Brito, Manuel Heitor e Maria Fernanda Rollo, Publicações Dom Quixote, Lisboa, 2004.
  • Relatórios de Actividade:
    Base de dados: Bases de dados históricas, com grelha temática e motores de busca, reunindo toda a informação recolhida, organizada e indexada.

    Essa base de dados integra:
    - grelha temática de análise;
    - projectos e realizações no domínio da engenharia:
    - diplomas legislativos;
    - cronologia dos principais acontecimentos;
    - roteiro de iconografia relativo à história da engenharia em Portugal;
    - roteiro bibliográfico.
    O conteúdo dessas bases de dados encontra-se disponível on-line, através da página do Instituto de História Contemporânea.
  • Links:
    ─ Divulgação dos resultados da investigação desenvolvida no âmbito do projecto, no site http://www.engenhoeobra.pt/
    ─ Engenho e Obra com instalações multimédia da YDreams - http://novas.fct.unl.pt/new_detail.php?new_id=212&;
    ─ uARTE - Ideias e Materiais
       Engenho e Obra: A Engenharia em Portugal no Século XX http://www.uarte.rcts.pt/actividades/pagina.asp?id=345
    - ...uma exposição de arte e tecnologia
    - ...um projecto de história contemporânea e de política tecnológica