Projectos Concluídos // Portugal e a Europa: da cooperação à integração. 60 anos de História, 20 anos de Adesão

  • Investigadores responsáveis:
    José Maria Brandão de Brito, João Ferreira do Amaral e Maria Fernanda Rollo.
  • Equipa:
    Maria Fernanda Rollo, Paula Meireles, David Pereira, Ana Filipa Horta, Ricardo Noronha, Jorge Cavaco, José Pereira, Belandina Nicolau.
  • Financiado por:
    Banco de Portugal, Fundação Calouste Gulbenkian e REN – Rede Eléctrica Nacional
  • Data de início:
    2006
  • Resumo:
    A integração portuguesa na UE tem um passado que, em termos de história contemporânea, se inicia com os processos de cooperação europeia desencadeados no pós II Guerra Mundial, designadamente através do Plano Marshall cuja concretização, a nível europeu, foi feita através da OECE.

    Este projecto procura abarcar essa História intensa, de mais de meio século, da participação de Portugal no processo de unificação da Europa através da realização de uma cronologia, de um dicionário e de um conjunto de entrevistas com os grandes protagonistas da adesão de Portugal

    O Dicionário tem como principais objectivos: (i) fazer um levantamento da participação de Portugal nos projectos e movimentos de cooperação e de integração europeia na segunda metade do Séc. XX  (desde a fundação da OECE até à  União Europeia) e (ii) constituir-se num instrumento de consulta que cumpra a função de fornecer uma informação pluridisciplinar variada e rigorosa.
    Com a estrutura clássica de um dicionário este deverá contar cerca de 500 entradas, ordenadas alfabeticamente abrangendo as seguintes temáticas: personalidades, instituições, programas, políticas, correntes de pensamento, impactos, etc.

    A Cronologia, abarcando o período de 1945-2005, permitirá destacar os aspectos mais relevantes que caracterizaram a história da participação de Portugal na construção europeia nas suas componentes política, económica, social, cultural, etc. O período em análise será dividido em 7 conjunturas históricas sendo cada uma introduzida por um texto de abertura a que se seguem, ordenados cronologicamente, os vários acontecimentos considerados relativos às realidades portuguesa e europeia.

    Um conjunto de entrevistas a quinze a vinte personalidades, verdadeiros protagonistas, que desde as negociações para a EFTA tiveram um papel activo e decisivo neste caminho que em 1985 permitiu a Portugal assinar solenemente  o Tratado de Adesão às então denominadas Comunidades Europeias.