Projectos Concluídos // História da Emigração e das Comunidades Portuguesas

  • Investigadores responsáveis:
    Investigador responsável: Maria Fernanda Rollo
  • Equipa:
    Equipa: Maria Fernanda Rollo, Cristina Faria, Raquel Juncal, Natália Antónia, Ana Filipa Horta, Ana Paula Pires, Belandina Nicolau, Catarina Pereira, Francisco Bairrão, José Pereira, Paula Meireles, Yvette Santos.
  • Financiado por:
    Direcção Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas e IHC
  • Data de início:
    Outubro de 2004
  • Data de fim :
    2005
  • Resumo:
    Projecto enquadrado por um protocolo celebrado entre a Direcção Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas e a FCSH, destinado a organizar e estudar o arquivo histórico da DGACCP e por um protocolo celebrado entre a DGACCP, o Instituto Português de Museus e a FCSH.

    O projecto em curso tem como objectivos mais imediatos:
    - promover a avaliação, organização e conservação do arquivo histórico documental da DGACCP;
    - elaborar e publicar o inventário do arquivo histórico da DGACCP, e o respectivo estudo orgânico-funcional das diversas entidades produtoras da documentação;
    - organizar, classificar, inventariar, estudar e promover o tratamento e a conservação do acervo iconográfico da DGACCP;
    - identificar, classificar e divulgar fontes de natureza histórica, primárias e bibliográficas, existentes em instituições de carácter público e privado externas à DGACCP, essenciais à promoção do conhecimento sobre a emigração e as comunidades portuguesas, procurando, através do seu estudo e da sua divulgação, fomentar a investigação histórica, criando condições mais estimulantes à realização e promoção de estudos sobre a história da emigração e das comunidades portuguesas;
    - divulgar os espólios identificados e o trabalho de investigação empreendido, através de exposições temporárias ou permanentes, da publicação de textos impressos e da www.

    A primeira fase do projecto decorreu entre Outubro e Dezembro de 2004. Em Janeiro de 2005 teve início uma segunda fase que se prolongou até ao final do ano.

    Entretanto, o projecto foi candidatado ao Programa Operacional de Cultura e aprovado.