Projectos Concluídos // Organização do Património Histórico Documental da Fundação Portugal Telecom. POC 16-02-02-00096 / 466/06

  • Investigadores responsáveis:
    Investigador responsável: Maria Fernanda Rollo

  • Coordenação:
    Gestor responsável: Vítor Nunes (Fundação Portugal Telecom)
  • Equipa:
    Maria Fernanda Rollo, Inês Queiroz, Paula Meireles, Ana Paula Pires, Sandra Araújo (Equipa do IHC)
  • Grupo de Investigação:
    Economia, Sociedade, Património e Inovação
  • Financiado por:
    Fundação Portugal Telecom e POC - Ministério da Cultura

  • Data de início:
    2006
  • Duração:
    18 meses
  • Resumo:
    Projecto desenvolvido pela Fundação Portugal Telecom em colaboração com o Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL, visando a organização e elaboração do inventário do arquivo histórico e o desenvolvimento de um projecto de investigação histórica sobre a história e actividade da Companhia Portuguesa Rádio Marconi (1925-1995) e a disponibilização e divulgação dos resultados alcançados, nomeadamente através do recurso às novas tecnologias de informação e comunicação O processo de tratamento do arquivo documental beneficia do acompanhamento do IANTT e do apoio do POC (POC 16-02-02-00096 / 466/06).

    O património histórico, nomeadamente o tecnológico e documental, ocupa um lugar importante na sociedade da informação e do conhecimento, exigindo, cada vez mais, não só a utilização dos mais actualizados recursos disponibilizados pelas novas tecnologias da informação e comunicação mas também um conjunto de recursos humanos capacitados para os desafios da inovação permanente e com capacidade para investigar em domínios vários.
    A importância do Grupo Portugal Telecom no sector das telecomunicações nacionais torna imperiosa a preservação da sua memória e do seu património. Através do trabalho da sua identificação, tratamento e classificação e da investigação sobre a história do Grupo, acompanhados da sua divulgação, pretende-se promover e contribuir para a história das comunicações em Portugal com que aliás, é pertinente referir, muitas vezes se confunde a história do Grupo PT ao longo de um período que remonta aos finais do século XIX. Assumir promover o conhecimento e a divulgação desse legado histórico é um acto de cultura e de responsabilidade, compreendendo, afinal, a importância do respeito e do conhecimento do passado para melhor preparar e perspectivar o futuro.
    O património da Fundação PT integra, entre outros espólios, fundos documentais de diversas empresas que estão na génese do actual Grupo PT. Trata-se de documentação de natureza diversa relativa à história de cada uma dessas empresas que compuseram o essencial da implantação e desenvolvimento das telecomunicações em Portugal e nas ex-colónias desde o século XIX.
    Nesse sentido, reconhecendo a oportunidade e as possibilidades propiciadas pela Medida 2.2., Acção 3 do Plano Operacional da Cultura (POC), instrumento importante de concretização da política de desenvolvimento e de coesão económica e social, do Programa de Desenvolvimento Regional para Portugal, a Fundação PT candidatou um projecto de tratamento, digitalização e divulgação de documentação e elaboração do inventário de um dos fundos documentais mais relevantes do seu acervo, relativo à Companhia Portuguesa Rádio Marconi (CPRM).
    O projecto mereceu a aprovação do POC sob o nº 466/06 e encontra-se em realização.

    ORGANIZAÇÃO DO PATRIMÓNIO HISTÓRICO DOCUMENTAL DA FUNDAÇÃO PORTUGAL TELECOM (POC 16-02-02-00096 / 466/06)
    Com origem na britânica Marconi’s Wireless Telelegraph Company, a Companhia Portuguesa Rádio Marconi constituiu-se a 18 de Julho de 1925. A Marconi’s Wireless assinara um primeiro contrato ainda em 1912 com o Governo português, mais tarde anulado por não cumprimento pelo Estado, para o estabelecimento de postos de telegrafia sem fios, e logo substituído em 1922 por novas disposições para instalação de T.S.F. em vários pontos do continente, ilhas e colónias portuguesas das quais resultaria a fundação da Companhia portuguesa. Ao longo de oito décadas, a Marconi assegurou o alargamento das telecomunicações portuguesas com o resto do Mundo, em articulação com diversas companhias de cabos submarinos, introduzindo novas tecnologias e possibilitando as comunicações intercontinentais. Até 1966, o capital accionista maioritário da “Marconi” foi detido pela empresa inglesa, passando nesta data, na sua maior parte, para o Estado português, que renovou a sua concessão. A Marconi foi integrada na Portugal Telecom em 1995 (detendo esta 100% do seu capital) e incorporada por fusão a 30 de Dezembro de 2002.
    A CPRM gerou um acervo documental de grande significado e valor histórico, em particular no quadro da história das comunicações de Portugal com o exterior, que se encontra depositado em Sesimbra e em Carcavelos, representando cerca de 1 300 metros lineares de documentação de natureza diversa, para além do espólio iconográfico e tecnológico igualmente de grande relevância histórica e patrimonial.
    O projecto, apoiado pelo POC, relativo à organização deste património documental visa a inventariação e divulgação de todo o fundo e a microfilmagem e digitalização da sua documentação de conservação permanente mais significativa; processo que beneficia do acompanhamento do IANTT. Visa-se a produção, edição, disponibilização e divulgação dos resultados alcançados, designadamente do inventário, nomeadamente através do recurso às novas tecnologias de informação e comunicação.

    No seu conjunto mais vasto, este projecto contempla como vertentes fundamentais:
    • A organização do arquivo histórico da CPRM e elaboração do respectivo inventário contemplando a avaliação, tratamento e conservação e divulgação do arquivo histórico documental da CPRM e a elaboração do respectivo inventário tornando esse acervo acessível à comunidade científica e ao público interessado em geral;
    • O desenvolvimento de um projecto de investigação histórica sobre a história e actividade da Companhia Portuguesa Rádio Marconi tendo em consideração o arquivo da CPRM e outros arquivos e bibliotecas públicos e privados no quadro mais vasto do projecto sobre o património e a história do Grupo Portugal Telecom em curso no quadro do protocolo estabelecido com o IHC/ FCSH da UNL;
    • A divulgação dos resultados por meios tradicionais e por meios electrónicos, valorizando a importância da webização a desenvolver no sentido da disponibilização dos conteúdos às diferentes comunidades interessadas quem em Portugal quer nos países de expressão portuguesa quer, também, internacionalmente pela ligação às comemorações do centenário do Prémio Nobel da Física a Marconi em 1909.

    Assinale-se, de resto, a oportunidade resultante da comemoração internacional do centenário da atribuição do Prémio Nobel da Física a G. Marconi e do projecto em curso – Marconi em Lisboa -, enquadrado por protocolos de colaboração entre a Fondazione Guglielmo Marconi (Bolonha, Itália) e o IHC/FCSH e entre a Fondazione Guglielmo Marconi e a Fundação Portugal Telecom, relativo à promoção e realização de iniciativas e projectos, envolvendo troca de informação, partilha de pesquisas e resultados de investigação compreendendo, designadamente, a participação de Portugal nas comemorações internacionais do centenário da atribuição do Prémio Nobel da Física a Guglielmo Marconi.
  • Actividades e Publicações:
    Entre outros, em termos de resultados operacionais, estão previstos:
    • A elaboração e publicação do inventário do arquivo histórico da CPRM;
    • A microfilmagem, digitalização e webização da documentação mais significativa do arquivo da CPRM;
    • A publicação de conteúdos relativos à actividade de G. Marconi em Portugal e à história da CPRM no canal da FPT;
    • A publicação de um livro sobre Marconi em Lisboa;
    • a realização de um seminário científico internacional e a publicação das respectivas actas.