Pós-doutoramentos em Curso // A Arqueologia em inovação num Portugal em transformação: actores, espaços, métodos e projectos (1958-1977)

  • Investigador: Ana Cristina Martins
  • Data de início: Julho de 2015
  • Financiamento: Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Resumo: Esclarecer-se-ão as etapas fundamentais do período de inovação teórica, metodológica e prática, ocorrido na arqueologia em Portugal entre o I Congresso Nacional de Arqueologia (Lisboa, 1958) e as III Jornadas Arqueológicas da Associação dos Arqueólogos Portugueses (Lisboa, 1977). Durante este intervalo de tempo, de crescente intercâmbio científico nacional e internacional, uma nova geração afastou-se do histórico-culturalismo para se acercar do processualismo (New Archaeology), permitindo que o país repensasse e reinterpretasse o seu passado, memória e património cultural. Com base em fontes primárias e secundárias, identificar-se-ão actores e espaços dos novos procederes arqueológicos registados entre nós, mapeando redes e analisando influências, motivações, estratégias e realizações. Desvendar-se-á, com métodos próprios da história da ciência e da prosopografia, toda uma geração cultural e científica responsável pelos destinos da arqueologia em Portugal neste lapso temporal, durante o qual se fortaleceu a aliança entre ciência, sociedade e cidadania.