Pós-doutoramentos em Curso // A sociedade civil durante a crise do liberalismo: associações voluntárias e movimentos sociais em Portugal (1890-1930)

  • Investigador: Joana Dias Pereira
  • Data de início: Abril de 2014
  • Financiamento: Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Resumo:

O conhecimento histórico sobre associações voluntárias e movimentos sociais em Portugal é reconhecidamente insuficiente. Numa perspectiva geral e comparativa tem-se sobretudo sublinhado a sua limitada expressão. Os estudos de caso com uma mais alargada base empírica matizam esta tese.

Este projecto, aprofundando a investigação nas fontes primárias, pretende sustentar que a expansão inédita da sociedade civil, a partir da última década de oitocentos, responde aos principais factores de crise que assolam os sistemas liberais oligárquicos - a depressão económica, a conflitualidade social e a tensão política. Procurar-se-á demonstrar que, naquele período, esta tipologia de acção colectiva desempenhou um relevante papel em Portugal e que o seu reportório foi profundamente marcado pela internacionalização das práticas de participação cívica.

Adoptando as propostas metodológicas da histoire croisée, ambiciona-se integrar o caso português no processo histórico global e intervir nos debates internacionais em torno do polémico conceito de sociedade civil e da sua pertinência para a compreensão da crise do liberalismo.