Investigadores // CV Ana Maria dos Santos Rajado

Ana Maria dos Santos Rajado
Ana Maria dos Santos Rajado
Investigador integrado | Licenciado
História Global do Trabalho e dos Conflitos Sociais
História
FCSH

PDF

Áreas de Investigação

Frequenta o mestrado em História Contemporânea, desenvolvendo investigação sobre a precariedade na Lisnave (anos 80/90). Colaborou com vários artigos na obra colectiva Os Anos de Salazar (30 vols., Planeta DeAgostini, 2008). Autora do documentário Os Corticeiros sobre a indústria da cortiça no vale do Ave. Chefe de produção do documentário As Coisas Não São Feitas Por Acaso, sobre a vida e obra do fotojornalista Eduardo Gageiro. Investigadora do projecto"relações laborais em Portugal e no mundo lusófono 1800 - 2000: continuidades e rupturas", do Instituto de História Contemporânea da FCSH (UNL) e do grupo de História Global do Trabalho e dos Conflitos Sociais, do mesmo Instituto. Pertence à mesma equipa do projecto internacional "Global Collaboratory on the History of Labour Relations", sediado no Instituto Internacional de História Social de Amsterdão.

Formação Académica

Desde setembro de 2013: Mestrado em História Contemporânea, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/Universidade Nova de Lisboa. 

Dissertação de mestrado (em curso): "A Precariedade na Lisnave (anos 80 e 90)".

Licenciatura em Geografia pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Actividade Profissional e Científica

Desde 2013:

Assistente de Investigação (BI) no projeto “Relações laborais em Portugal e no mundo lusófono 1800-2000: continuidades e rupturas”, PTDC/EPH-HIS/3701/2012.

Membro da equipa de investigação do projeto internacional “Global Collaboratory on the History of Labour Relations 1500-2000”. Mais informações:https://collab.iisg.nl/web/labourrelations

 

 

 

Publicações Capítulos Livros

VARELA, Raquel, GUEDES, Renato, RAJADO, Ana, PAÇO, António Simões do, BEHRAN, Maria João ALCÂNTARA, Joana, “O Memorando de Entendimento e a Mudança nas Relações Laborais em Portugal (2008-2013)” In VARELA, Raquel; MATOS, Paulo; SILVA, Filipa Ribeiro da; FERREIRA, Sónia, (Coord.) História e Demografia das Relações Laborais em Portugal e no Mundo Lusófono. Lisboa: Colibri, 2014. (No prelo)

Rajado, Ana, «A Força de Trabalho em Portugal 2010-2011. Breve descrição» In Varela,Raquel (coord) A Segurança Social é Sustentável, Lisboa, Bertrand, 2013.

Artigos em Revistas com referee
Força de Trabalho em Portugal, 2008-2012
Varela, Raquel; Rajado, Ana; Guedes, Renato; Paço, António Simões do; Behran, Maria João. Revista Diálogos, UEM, Brasil, IISN -1415-9945 (avaliado para publicação) (índice QUALIS A2) ISSN 1415-9945.
Outras Publicações

 «Turismo nos anos 30: Sol, Praia… e Casino», In Os Anos de Salazar. Lisboa: Editora
Planeta deAgostini, Vol. I, 2008.
 «Entre Pátios e Cantigas. O Estado Novo soube usar a comédia para transmitir as suas
ideias e valores sem, para isso, controlar os meios de produção» In Os Anos de Salazar.
Lisboa: Editora Planeta de Agostini, Vol. V, 2008.
 «O que não se contava. O Cancioneiro Censurado» In Os Anos de Salazar. Lisboa:
Editora Planeta de Agostini, Vol. VII, 2008.
 «Coimbra, pioneira no uso dos tróleis» In Os Anos de Salazar. Lisboa: Editora Planeta
de Agostini, Vol. VII, 2008. Infografia, «Os tróleis de Coimbra» In Os Anos de Salazar.
Lisboa: Editora Planeta de Agostini, Vol. VII 2008.
 «Luís de Freitas Branco, compositor perseguido. O “maior compositor português” era
activamente vigiado pela PIDE e foi despedido da Emissora Nacional» In Os Anos de
Salazar. Lisboa: Editora Planeta de Agostini, Vol. X, 2008.
 «Sebastião da Gama, o poeta da Serra da Arrábida» In Os Anos de Salazar. Lisboa:
Editora Planeta de Agostini, Vol. X, 2008.
 «É encerrado o Campo de Concentração do Tarrafal. Para entrar nos organismos
internacionais de “cara lavada”, o regime encerra o Tarrafal em Janeiro de 1954» In Os
Anos de Salazar. Lisboa: Editora Planeta de Agostini, Vol. XI, 2008.
 «A fotografia dos Salões e os contestatários. Enquanto os fotógrafos do regime
expunham nos salões, alguns “estrangeirados” revelavam outro país» In Os Anos de
Salazar. Lisboa: Editora Planeta de Agostini, Vol. XII, 2008.
 «O Portugal de Orlando Ribeiro» In Os Anos de Salazar. Lisboa: Editora Planeta de
Agostini, Vol. XII, 2008.
 «O que não se contava. Aquilino Ribeiro julgado por “injúrias”» In Os Anos de Salazar.
Lisboa: Editora Planeta de Agostini, Vol. XVI, 2008.
 «O que não se contava. Felizmente Há Luar! Infelizmente, há censura», In Os anos de
Salazar. Lisboa: Editora Planeta de Agostini, Vol. XIX, 2008.
 «Vilarinho das Furnas, a aldeia afundada. A aldeia comunitária de Vilarinho da Furna
foi sacrificada para dar lugar à barragem que herdou o seu nome.» In Os Anos de
Salazar. Lisboa: Editora Planeta de Agostini, Vol. XXVII, 2008.
 «Moçambique, preto no branco. O quotidiano, a luta pela sobrevivência, as suas
tristezas e alegrias, a busca de justiça são os temas de Ricardo Rangel.» In Os Anos de
Salazar. Lisboa: Editora Planeta de Agostini, Vol. XXIX, 2008.

Encontros Científicos (comunicações por convite)
“Caracterização das relações laborais em Portugal, em 1970 – dados preliminares”. Primeiro workshop do projeto “Relações laborais em Portugal e no mundo lusófono 1800-2000: continuidades e ruturas”, PTDC/EPH-HIS/3701/2012. Sintra, 22 a 24 de Janeiro, 2014.
Encontros científicos (comunicações por proposta)

“Relações Laborais em Portugal nas décadas de 1970 e 1980. “Conferência de Ciências Sociais A Transformação das Relações Laborais em Portugal e o «Memorando de Entendimento»”. Lisboa, 21 a 23 de Maio, 2014.

“Labor Relations in Portugal: 1900-2011”. Comunicação em co-autoria (com Raquel Varela, Sónia Ferreira, Ana Rajado e Cátia Teixeira) na European Social Science History Conference (ESSHC). Viena, 23 a 26 de Abril de 2014

Organização de Eventos Científicos

Membro da Comissão Organizadora do Conferência de Ciências Sociais “A Transformação das Relações Laborais em Portugal e o ‘Memorando de Entendimento’”. Lisboa, 22 a 24 de Maio de 2014.

Membro da Comissão Organizadora do I Congresso Internacional de História do Movimento Operário e dos Movimentos Sociais em Portugal. Lisboa, 13 a 15 de Março, 2013.