Investigadores // CV Teresa Nunes

Teresa Nunes
Investigador integrado | Doutorado
Economia, Sociedade, Património e Inovação
Departamento de História
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Áreas de Investigação

A actividade científica inscreve-se nos seguintes domínios:

História Económica,

História Social,

História Agrária

História Política

Com particular incidência no âmbito cronológico da segunda metade do séc. XIX e primeira metade do séc. XX

Formação Académica

Doutoramento em História, especialidade História Contemporânea, pela Universidade de Lisboa (2011).

Mestrado em História Contemporânea, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1998).

Licenciatura em História, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1993).

Actividade Profissional e Científica
Professor Auxiliar, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Prémios e Distinções
Prémio de História Professor Doutor Francisco Caeiro, pela Academia Portuguesa de História (2010)
Publicações Teses

Carlos Malheiro Dias. Um monárquico entre dois regimes, prefácio de António Ventura, Lisboa, Caleidoscópio/Centro de História, 2009, ISBN 978-989-658-032-2.

Publicações Livros (como Autor)

co-autoria: António Granjo. República e Liberdade, Lisboa, Assembleia da República/Centenário da República, 2012, ISBN 978-972-556-594-0.

Amélia de Bragança. A Benemérita, Lisboa, Academia Portuguesa de História Quid Novi, 2011, ISBN 978-989-554-796-8

D.Carlos I, Lisboa, Academia Portuguesa de História Quid Novi, 2009, ISBN 978-989-554-608-4.

Maria da Fonte e Patuleia (1846-1847). Batalhas da História de Portugal, vol. 16, Lisboa, Academia Portuguesa de História/QuidNovi, 2006, ISBN 989-554-241-0; 2ª edição, Lisboa, Academia Portuguesa de História, Quid/Novi, 2008, ISBN 978-989-628-072-2.

Fontes Pereira de Melo, Lisboa, Planeta de Agostini, 2004, ISBN 972-747-909-5.

Publicações Capítulos Livros

"Do Ultimatum à República. Tendências políticas e económicas dominantes entre 1890 e 1910", Do Ultimatum à(s) República(s), coord. por Annabela Rita e Dionísio Vila Maior, Lisboa, Esfera do Caos, 2012, pp. 415-430, ISBN 978-898-680-048-2.

"D. Carlos ", Reis de Portugal. Da Monarquia Dual à Implantação da República, II vol., coord. por Manuela Mendonça, Lisboa, Academia Portuguesa de História/QuidNovi, 2011, ISBN 9789895548514.

“O Suicídio dos Partidos Monárquicos”, Factos Desconhecidos da História de Portugal, Lisboa, Selecções do Reader’s Digest, 2004, pp. 154-168.
Artigos em Revistas com referee

“Zollverein Ibérico segundo Ezequiel de Campos. Esboço de um percurso contraditório entre os anos de 1911 e 1917”, Bulletin for Spanish and Portuguese Historical Studies, vol. 36, Dezembro de 2011, ISSN 0739-182X, pp. 130-152.

Artigos em Revistas sem referee

“O Desequilíbrio do Mundo. Da Terra, dos Homens e do Capitalismo de Michel Beaud. Nota de Leitura”, Negócios Estrangeiros, nº 17, Março de 2010, pp. 91-93, ISSN 1645-1244.

“Alfonso XIII em Portugal /12 a 15 de Fevereiro). A visita real a Vila Viçosa e o seu impacto”, Revista de Estúdios Extremeños, nº III, Tomo LXII, Badajoz, 2006, ISSN 0210-2854.

“Efémera Glória”, Cultura. Revista da Faculdade de Letras, 5ª série, n.º 26, 2002, pp. 23-27.

“Os Partidos Monárquicos em vésperas da República”, Clio. Revista do Centro de História da Universidade de Lisboa, nº 7, 2002, pp. 125-160.

“A Carbonária vista por Carlos Malheiro Dias”, História, Ano XXIV, III série, n.º 46, Junho de 2002, pp. 41-43.

“Bibliografia activa e passiva de José Régio no Diário de Lisboa (1925-1960)”, Boletim do Centro de Estudos José Régio, prefácio de António Ventura, nº 4, Portalegre, 2002, 100 págs, ISSN 0871-5106.

“Bibliografia activa e passiva de José Régio no Diário de Lisboa (1960-1970)”, Boletim do Centro de Estudos José Régio, prefácio de António Ventura, nº 5, Portalegre, 2001, 109 págs,  ISSN 0871-5106 .

“Bibliografia activa e passiva de José Régio no Diário Popular (1942-1970)”, Boletim do Centro de Estudos José Régio, prefácio de António Ventura, nº 3, Portalegre, 2000, 107 págs, ISSN 0871-5106

Outras Publicações

“Desenvolvimento santomense na perspectiva de Ezequiel de Campos (1900-1910), in Actas do Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiva interdisciplinar, diacrónica e sincrónica, Lisboa, CEA-IUL, 2012, ISBN 978-989-732-089-7, pp. 191-206;

"Carlos Malheiro Dias, Historiador e Romancista", Historiografia e Memórias (séculos XIX-XXI), Org. de Sérgio Campos Matos, Lisboa, Centro de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais da Universidade Aberta, 2012, ISBN 978-989-8068-13-2, pp. 275-287.

"A ideia de república em Ezequiel de Campos (1910-1914)", Congresso Internacional I República e Republicanismo. Atas, Lisboa, Assembleia da República, 2012, ISBN 978-972-556-604-4, pp. 261-267.

"Ezequiel de Campos, a actividade agrícola e a preservação ambiental (1900-1926)", IX Colóquio Ibérico de Estudos Rurais. (I)Mobilidades e (Des)Envolvimentos: o rural desafiado, Lisboa, Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais/Asociación Española de Economia Agraria, 27-28 de Julho de 2012, pp. 299-317.

“Os Militares e a Colonização Interna”, XIX Colóquio de História Militar. 100 Anos do Regime Republicano. Políticas, rupturas e continuidades, Lisboa Comissão Portuguesa de História Militar, 2011, ISBN,978-989-95946-6-1,  pp. 643-664

“A diplomacia de D.Carlos I: análise retrospectiva de um contemporâneo nas vésperas da Primeira Guerra Mundial”, XVIII Colóquio de História Militar. Política Diplomática, Militar e Social do Reinado de D.Carlos no Centenário da sua Morte, Lisboa, Comissão Portuguesa de História Militar, 2009, ISBN 978-989-95946-2-3, pp. 639-650.

“História da Colonização Portuguesa do Brasil, dirigida por Carlos Malheiro Dias” História Marítima, coord. por Francisco Contente Domingues, http: //ww3.fl.ul.pt/DHM/

“A Década de Ouro das Ouras Públicas”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 5, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 50-65, ISBN 978-989-609-797-4.

“É inaugurada a Refinaria da Sacor”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 5, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 64-67, ISBN 978-989-609-797-4.

“Nascem os Transportes Aéreos Portugueses”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 6, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 40-51, ISBN 978-989-609-798-1.

“A Renovação da Frota Mercante Nacional”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 6, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 66-73, ISBN 978-989-609-798-1.

“Duarte Pacheco. Uma Vida Vertiginosa”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 6, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 126-139, ISBN 978-989-609-798-1.

“Quinze Anos de Obras Públicas”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 7, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 26-37, ISBN 978-989-609-799-8.

“É inaugurada a barragem de Castelo de Bode”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 9, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 50-60, ISBN 978-989-609-801-8.

“A Batalha pela Siderurgia Nacional”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 11, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 44-49, ISBN 978-989-609-803-2.

“Champalimaud, um Empresário de Betão”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 11, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 126-135, ISBN 978-989-609-803-2.

“Ricardo Espírito Santo, um príncipe da Renascença”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 12, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 38-51, ISBN 978-989-609-804-9.

“Lisboa tem finalmente o metropolitano”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 16, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 117-129, ISBN 978-989-609-808-7 .

“Lisnave e a Construção Naval”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 18, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 62-75, ISBN 978-989-609-810-0.

“Uma ponte para a eternidade”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 22, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 29-41, ISBN 978-989-609-814-8 .

“As Casas dos Pescadores e o almirante Tenreiro”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 24, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 60-71, ISBN 978-989-609-816-5.

“O Caso da Herança Sommer”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 25, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 137-147, ISBN 978-989-609-817-5.

“Grandes Projectos: Sines, Setenave”, Os Anos de Salazar, dir. por António Simões do Paço, vol. 27, Lisboa, Planeta DeAgostini, 2008, pp. 29-41, ISBN 978-989-819-6.

Encontros Científicos (comunicações por convite)

"Ezequiel de Campos: a terra como um bem social", Seminário Teoria Social e Pensamento Contemporâneo. Ciclo Pensamento Social em Portugal, org. por José Luís Garcia, ICS, 15 de Abril de 2013.

"Ezequiel de Campos e a Renascença Portuguesa", A Renascença Portuguesa, Cem Anos Depois, org. por João Príncipe e Manuel Patrício, Cehfci, Colégio do Espírito Santo, Universidade de Évora, 20 de Março de 2013.

"Ezequiel de Campos e as Liberdades Económicas", V Seminário de História e Cultura Política. Pátria e Liberdade, org. por Ernesto Castro Leal, Centro de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 12 de Março de 2013.

"A República e a Questão Administrativa", Colóquio A instituição municipal de Portel no contexto do municipalismo no Sul (séc. XIX-XX), Portel, CMP, 24 de Novembro de 2012.

"As ideias de fomento agrícola de Ezequiel de Campos (1911-1926).", A Agricultura Portuguesa. Da Regeneração oitocentista ao século XXI, Encontros de Outono, coord. de Norberto Ferreira da Cunha, Câmara Municipal de Famalicão, Casa das Artes, 23 de Novembro de 2012.

"Ezequiel de Campos e a ideia de desenvolvimento económico na I República". Modernidade e Tradição. Economia, Sociedade e Inovação no mundo contemporâneo, coord. por Maria Fernanda Rollo e Ana Paula Pires, Instituto de História Contemporânea, 15 de Dezembro de 2011.

"O ministério do Fomento no ideário ezequieliano (1910-1914).", A Política dos Melhoramentos Materiais. Da Regeneração ao Século XXI, Encontros de Outono, coord. de Norberto Ferreira da Cunha, Câmara Municipal de Famalicão, Casa das Artes, 25  de Novembro de 2011.

"O Património Hídrico Ribatejano e a I República", org. por Maria João Bonina, Câmara Municipal da Golegã, Novembro de 2010.

“O sistema partidário monárquico em vésperas da implantação da República”, integrada num ciclo de conferências promovidas pela Câmara Municipal de Odivelas, em 12 de Outubro de 2010.

“Ezequiel de Campos”, Republicanos, Curso de Verão, coord. por Ernesto Castro Leal, Centro de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Julho de 2010

“Do Ultimato à República: tendências políticas e económicas dominantes entre 1890 e 1910”, org. por Annabel Rita e Dionísio Vila Maior, UA /Clepul, Biblioteca Municipal de Abrantes, Maio de 2010.

“Algumas ideias económicas de José Relvas”, Colóquio Elites Políticas e Culturais na 1ª República, org. por Maria João Bonina, Câmara Municipal da Golegã, Novembro de 2009.

“O Padre Roque. Uma Excepção que confirma a regra”, de João Motta Prego", Colóquio As Relações entre Estado e Igreja, org. por Ernesto Castro Leal e Miguel Monteiro, Academia Portuguesa de História/Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Outubro de 2009.

Encontros científicos (comunicações por proposta)

A diplomacia económica portuguesa em finais de oitocentos e o Tratado de Comércio e Navegação com a Espanha, em Março de 1893, II Congresso de História Contemporânea, Colégio do Espírito Santo, Universidade de Évora, 16 de Maio de 2013.

Em co-autoria António Granjo perante a Questão Social no pós I Guerra Mundial, II Encontro Anual Políticas Sociais. Trabalho e Indústria. Crises e Mudanças, séc. XIX e XX, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa/Instituto de História Contemporânea, 2 de Maio de 2013.

As relações comerciais entre Portugal e Espanha nos finais do séc. XIX. O tratado de comércio e navegação de 27 de Março de 1893, antecedentes, objectivos e reflexos na economia portuguesa, I Encontro Anual de Indústria, História, Património, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa/Instituto de História Contemporânea, 18 de Abril de 2013.

O Estado Liberal, o Desenvolvimento Económico e a Crise dos anos 90 do séc. XIX, I Seminário de História Contemporânea. A Construção do Estado Liberal (séc. XIX), Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2 de Abril de 2013.

"O malogro da República ou a derradeira oportunidade do regime liberal em Portugal segundo a percepção de Ezequiel de Campos (1911-1928), XXXII Encontro da Associação Portuguesa de História Económica e Social, Lisboa, ISCTE, 16 de Novembro de 2012.

"Da Monarquia à República: o império português na análise de Ezequiel de Campos (1900-1920), Colóquio Internacional O Colonialismo Português na Época Contemporânea: dinâmicas e contextos, CHAM, Universidade dos Açores, 8 de Novembro de 2012.

"Ezequiel de Campos, a actividade agrícola e a preservação ambiental", IX Colóquio Ibérico de Estudos Rurais, (I)Mobilidades e (De)Envolvimentos: o rural desafiado, Lisboa, Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais/Asociación Española de Estudios Rurais, 28 de Julho de 2012.

Ezequiel de Campos e a Questão Agrária na I República (1911-1931), II Rural RePort. Modalidades de Acesso à Terra: Instituições e Relações Sociais, Penela, Rede de História Rural, 30 de Junho de 2012.

"Carlos Rates, a questão agrária e o estado proletariano", I Congresso de História Contemporânea, Lisboa, Universidade Nova de Lisboa, 19 de Maio de 2012.

"A construção do Estado Republicano e a "crise de trabalho" na Assembleia Nacional Constituinte", Políticas Sociais: Debate e Perspectivas. Encontro Internacional, coord. por Maria Fernanda Rollo, Ana Carina Azevedo e David Pereira, Instituto de História Contemporânea, 27 de Abril de 2012.

"Desenvolvimento Santomense na perspectiva de Ezequiel de Campos (1900-1910), Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiva interdisciplinar, diacrónica e sincrónica, Lisboa, ISCTE e IICT, 27 de Março de 2012.

“Fialho de Almeida e a questão Agrária”. Comunicação apresentada no Congresso Internacional “Portugal o Tempo de Fialho de Almeida (1857-1911), org. por CLEPUL, 21 de Novembro de 2011.

“O Ministério do Fomento na concepção económica de Ezequiel de Campos”, XXXI Encontro da Associação Portuguesa de História Económica e Social, Coimbra, 18 de Novembro de 2011.

“A(s) Espanha(s) de Ezequiel de Campos – the iberian zollverein between 1911 and 1917”, 42nd Annual Meeting of the Association for Spanish and Portuguese Historical Studies”, ICS, 1 de Julho de 2011.

"Um Percurso de Desencantos – 1910-1914. Um Republicano Selvagem". Outras Vozes na República. Colóquio organizado pelo Museu da Presidência da República, Figueira da Foz, 13 de Maio de 2011.

"Os Militares e a Colonização Interna (1910-1926)", Novembro de 2010. XIX Colóquio de História Militar org. pela Comissão Portuguesa de História Militar, Novembro de 2010.

"A Ideia de República em Ezequiel de Campos (1910-1914)". Comunicação apresentada ao encontro I República e Republicanismo. Congresso Histórico Internacional, org. pela Comissão do Centenário da República, Setembro de 2010.

“A diplomacia de D. Carlos I: análise retrospectiva de um contemporâneo nas vésperas da Primeira Guerra Mundial”. Colóquio de História militar D. Carlos I, organizado pela Comissão Portuguesa de História Militar, Outubro de 2008.