Cursos de Verão // Arte e Poder

XVII CURSO DE VERÃO
Coordenação: Raquel Henriques da Silva
Local: Auditório 1 da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa
Data: 19, 20, 21 e 22 de Setembro de 2007
O Relacionamento entre arte e Poder é substantivamente paradoxal. Sendo verdade que, desde sempre, os artistas trabalharam para o Poder - político, religioso ou social- , criando a sua simbologia mais determinante, é igualmente verdade que, muito frequentemente, essa aliança foi - e é- corroída pela capacidade polissémica das produções artísticas.
De facto, quando a Arte cumpre as suas razões de ser - imaginação e questionação- só aparentemente serve os seus "senhores" porque o seu raio de acção é na longa duração que atinge as suas mais fundas possibilidades. Finalmente, deve considerar-se que a "arte" é também "poder" que, nas dinâmicas das sociedades em rede, ganha progressiva eficácia, articulando-se com novos campos económicos que não produzem bens mas a sua simbolização e mediatização. Dentro destas problemáticas, o curso Arte e Poder oferece algumas narrativas dos seus encontros e desencontros, na História recente, propondo pistas de reflexão sobre as utopias da criação artística, determinantes, em todas as épocas, dos lugares da liberdade. Tivemos a intenção de propor vérios domínios da "Arte" - artes plásticas; arquitectura; música; teatro; literatura e cinema) e confrontar a historicidade do "poder" em Portugal, desde o Estado Novo.


PROGRAMA

Quarta-feira
19 de Setembro

14.30
SESSÃO DE ABERTURA
Presidente do I.H.C

15.00
Conferência inaugural
ARTE E PODER
Idalina Conde (ISCTE)

15.45
FASCISMOS E CULTURA (ANOS 30 E 40):
CULTURAS DE ESTADO ENTRE A MODERNIDADE E A REJEIÇÃO DA MODERNIDADE
Manuel Loff (FLUP)

16.30
QUANDO O PODER QUER DAR NAS VISTAS
Rui Mário Gonçalves (FLUL)

10.15
DO SEGUNDO PÓS-GUERRA À CONTEMPORANEIDADE:ARTE E POLÍTICA EM PORTUGAL - DAS RELAÇÕES TEMPESTUOSAS AO ESFRIAMENTO PLURALISTA
David Santos (Museu do Neo-realismo; FBAL-UL)

17.15 Debate

Quinta-feira,
20 de Setembro

Artes Visuais

09.30
A VEICULAÇÃO DO PODER NO MITO DA EXPERIÊNCIA DE GUERRA E AS SUAS MANIFESTAÇÕES ARTÍSTICAS
Sílvia Correia (FCSH/UNL)

11.00 Intervalo para café

11.30
ARTE E MERCADORIA, ARTES COMO MERCADORIA, A DISSENÇÃO
Pedro Lapa (Museu do Chiado/Museu Nacional de Arte Contemporânea)

12.15 Debate

Arquitectura e Cidade
14.30
ARQUITECTOS, ENGENHEIROS, ANTROPÓLOGOS: IMAGENS DA ARQUITECTURA POPULAR
João Leal (FCSH/UNL)

15.20
A FUNDAÇÃO GALOUSTE GULBENKIAN
Ana Tostões (IST/UTL)

16.10 Intervalo para café

16.30
ESCULPIR A CIDADE. ESTUDOS SOBRE A IMAGEM DO REGIME NA CIDADE DE LISBOA
Marion Steiger (Universidade Técnica de Zurique)

17.15 Debate
Sexta-feira,
21 de Setembro

Música e Artes Performativas
09.30
MÚSICA POPULAR E PODER EM PORTUGAL NO SÉCULO XX
Salwa Castelo-Branco (FCSH/UNL)

10.15
A CRIAÇÃO MUSICAL NOS REGIMES AUTORITÁRIOS EUROPEUS NO SÉC. XX
Manuel Deniz Silva (Instituto Etnomusicologia)

11.00 Intervalo para café

11.30
PODER E CONTRA-PODER DA ARTE: CONTEXTOS DO NOVO CINEMA PORTUGUÊS
Paulo Filipe Monteiro (FCSH/UNL)

12.15 Debate

O Poder da Arte
14.30
QUE FAZER COM ESTE PODER?
António Pinto Ribeiro (Fund. Caluste Culbenkian)

15.20
COROGRAFIAS DO PODER FOTO
Teresa Siza

16.10 Intervalo para café

16.30
CORPOS DEMOCRÁTICOS
Daniel Tércio (UTL/FAC. Motricidade)

17.15 Debate

Sábado, 22 de Setembro

10.30 Mesa Redonda

12.00
Sessão de Encerramento
Presidente do IHC
Coordenadora Científica do Curso


Inscrições:
4 dias / Por dia
Regime geral: €60 / €20
Estudantes*; €30 / €10
*Apresentar cópia de documento comprovativo