Pedro Marques Gomes vence Prémio Fundação Mário Soares

Out 30, 2019 | Destaque, Notícias

Pedro Marques Gomes foi o galardoado com Prémio Fundação Mário Soares 2019, pela sua Tese de Doutoramento em História “Jornais, Jornalistas e Poder: A imprensa que nasce na Revolução e as lutas políticas de 1975“, desenvolvida no IHC e defendida na NOVA FCSH no passado dia 5 de Julho.

O trabalho de investigação centrou-se na história da imprensa após o 25 de Abril e a sua relação com as lutas políticas de 1975, tendo sido orientado por Maria Inácia Rezola e Pedro Aires Oliveira. Lê-se na tese que o autor analisou “o contexto dos jornais e do modo de praticar jornalismo na revolução (…) procurando ainda entender as políticas que são apresentadas e aplicadas pelos órgãos de poder às empresas jornalísticas”, tendo também estudado os periódicos Jornal Novo, O Jornal, Tempo e A Luta — criados em 1975.

O júri do prémio foi constituído pelo historiador José Pacheco Pereira, pelo diretor do Museu Nacional de Arqueologia, António Carvalho, e pelo jornalista e investigador no IHC José Pedro Castanheira, tendo chegado a uma decisão unânime. O júri deliberou também atribuir uma menção honrosa a Tânia dos Reis Alves, autora da Tese de Doutoramento em Sociologia “1961 – Sob o Viés da Imprensa. Os jornais portugueses, britânicos e franceses na conjuntura da eclosão da guerra no império português”, defendida no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

O Prémio Fundação Mário Soares foi atribuído desde 1998 e “destina-se a galardoar autores de dissertações académicas ou de outros trabalhos de investigação realizados no âmbito da História de Portugal do século XX”.

 

Outras notícias

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea
NOVA FCSH
Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA
Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545
Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

Segunda a Sexta-Feira
10.00h - 13.00h / 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X