Margarida de Magalhães Ramalho premiada pela APOM

Mai 30, 2018 | Notícias

A investigadora Margarida de Magalhães Ramalho foi uma das galardoadas pela edição de 2018 dos Prémios da Associação Portuguesa de Museologia (APOM) pelo trabalho de investigação subjacente ao Museu Vilar Formoso, Fronteira da Paz, Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes.

O trabalho de investigação iniciou-se no final de 2012 e deu origem, em 2014, ao livro “Vilar Formoso Fronteira da Paz” (editado pela Câmara Municipal de Almeida); prosseguiu depois até 2017, culminando com a abertura do museu no mês de Agosto desse ano. Segundo a investigadora do IHC, o foco foi colocado “nas pessoas que passaram por Portugal na sua rota de fuga” e o objectivo, para além dos aspectos históricos, foi “encontrar o rasto de várias famílias que tivessem passado por Portugal.” Muitas dessas histórias estão relatadas no Museu e outras irão ser incluídas no site em construção.

A entrega dos prémios APOM 2018 decorreu na passada sexta-feira, dia 25 de Maio, no Museu dos Coches, em Lisboa, e contou com intervenções do Ministro da Cultura e do Presidente da República. Foram premiadas algumas dezenas de agentes e instituições de museologia portuguesa cujo trabalho se distinguiu ao longo do último ano. A lista completa dos premiados pode ser consultada aqui.

Outras notícias

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade NOVA de Lisboa   //   Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA   //   Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545   //   Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

2.ª a 6.ª feira 10.00h - 13.00h // 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X