História do IHC

Constituir um centro dedicado à História Contemporânea no início dos anos 1990 foi uma iniciativa ousada e visionária, impulsionada por dois docentes da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa (NOVA FCSH): Fernando Rosas e Luís Espinha da Silveira.

Até pouco tempo antes, o estudo da contemporaneidade (e em especial do século XX) era visto ainda com alguma desconfiança – algo a que os mais cépticos se referiam como “jornalismo com notas de rodapé”.

No entanto, no panorama internacional, essas suspeições estavam há muito ultrapassadas. Os procedimentos e ferramentas de análise do método histórico foram sistematicamente usados para esclarecer, de forma tão rigorosa quanto possível, as mudanças e continuidades do período contemporâneo. E a apetência dos públicos por uma leitura do passado recente que transcendesse o registo meramente memorialístico era notória.

No contexto português, as quase cinco décadas de ditadura aumentaram ainda mais essa curiosidade. Os projectos de investigação e as teses de mestrado e doutoramento desenvolvidas no âmbito da NOVA FCSH e do IHC deram um contributo decisivo para a construção do “Estado Novo” como um campo de pesquisa inédito na historiografia portuguesa.

Uma das marcas distintivas do IHC foi, desde sempre, o de ter funcionado como um espaço de colaboração intergeracional. Originalmente constituído por um núcleo de docentes do Departamento de História da NOVA FCSH (nos quais se incluíam, para além de Fernando Rosas e Luís Espinha da Silveira, nomes como A. H. de Oliveira Marques, António Pedro Vicente, António Reis, José Medeiros Ferreira e Maria de Cândida Proença), o IHC rapidamente começou a agregar um conjunto significativo de jovens investigadores cujo trabalho pioneiro foi sendo reconhecido por vários prémios e outras distinções. Muitos deles tornaram-se depois historiadores com créditos firmados e autores de obras de referência no plano nacional e internacional.

Para além do seu compromisso com a investigação e a formação avançada, o IHC nunca descurou também a sua ligação ao mundo exterior à academia.

Tem tido, ao longo dos anos, um papel activo na intervenção em debates cívicos e culturais e na preservação da memória colectiva. Maria Fernanda Rollo, presidente do IHC entre 2012 e 2015, assumiu um papel de grande relevância no programa científico do Centenário da Primeira República e foi, antes de assumir funções governativas, em Dezembro de 2015, uma das dinamizadoras de várias iniciativas em torno do centenário da Grande Guerra, para além de outros projectos marcantes na nossa relação com a sociedade civil, instituições públicas e empresas. O primeiro equipamento cultural em Lisboa dedicado à memória da repressão política sob o Estado Novo – o Museu do Aljube – contou com a consultoria científica de vários membros do IHC e é dirigido por Luís Farinha, também ele investigador de longa data do IHC.

De um pequeno centro dinamizado por docentes da NOVA FCSH, o IHC conheceu uma expansão muito assinalável na última década, incorporando também investigadores e docentes provenientes de outras universidades, sendo de destacar a parceria que possibilitou a integração, em 2013-14, do Centro de Estudos de História e Filosofia da Ciência da Universidade de Évora na nossa estrutura de investigação.

A configuração actual do IHC – assente em grupos de investigação e linhas temáticas – resulta da adaptação aos requisitos da Fundação para a Ciência e Tecnologia (a principal, mas não exclusiva, entidade financiadora) e da expressão entretanto adquirida por novas agendas de pesquisa.

Para além de um corpo mais dedicado de investigadores integrados, o IHC conta hoje com uma vasta rede de colaboradores e associados, e com uma qualificada equipa de gestão – razões de sobra para encarar com optimismo os desafios que nos esperam!

 

Histórico de Presidentes:

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade NOVA de Lisboa   //   Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA   //   Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545   //   Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

2.ª a 6.ª feira 10.00h - 13.00h // 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X