A Grande Guerra nos Açores

Dez 6, 2017 | Livros, Publicações

A Grande Guerra nos Açores. Património e Memória Militar

  • Sérgio Rezendes
  • 2017
  • Vale de Cambra/Lisboa: Caleidoscópio/Centro República
  • ISBN: 9789896584177
  • Idioma: Português
  • 312 pp.

De uma guerra inicialmente longínqua, o estrangulamento das exportações açorianas rapidamente se faria sentir nos mercados tradicionais, entretanto em guerra. A presença de esquadras de superfícies em águas dos Açores desapareceria com a mesma rapidez com que a inicial neutralidade protegera as embarcações alemãs nos portos das ilhas. A presença de submarinos alemães no seu mar, a partir de 1915, reforçaria os receios militares que clamavam por meios desde o início do conflito, atingindo-se o clímax com o bombardeamento de Ponta Delgada em julho de 1917.

Detentores de um importante mar, dois importantes portos, um Depósito de Concentrados Alemães e de estações de cabo telegráfico ou de T.S.F., os Açores tornar-se-iam alvo da atenção dos E.U.A., e da tentativa do Estado de ombrear com a implantação de uma base americana na mesma cidade. Contudo, a vida dos açorianos tornara-se madrasta: da escassez das importações e exportações e das graves dificuldades financeiras e de defesa que transformara camponeses em soldados sem recursos, o fim da guerra radicalizarse-ia ainda mais com combates no mar e uma gripe “espanhola” que trespassaria o arquipélago.

Em 2011, no âmbito do programa de Comemorações do Centenário da República, foi estabelecida uma parceria editorial com a Caleidoscópio no sentido de se publicarem teses e dissertações inéditas dedicadas ao estudo da I República e do Republicanismo. O Centro República dá continuidade ao programa de Edição de Teses e Dissertações em parceria com a editora Caleidoscópio, mantendo o objectivo de promover a publicação de teses e de dissertações cientificamente relevantes que tenham por objecto de estudo a I República e o Republicanismo. A selecção de teses e dissertações decorre de um concurso aberto à comunidade científica e do parecer de um Conselho Científico. Na edição do concurso de que resultam as teses e dissertações que agora se publicam o júri foi composto por António Ventura, Maria de Fátima Nunes, Luís Alberto Alves, Norberto Cunha e Ernesto Castro Leal.

Sobre o autor

Sérgio Alberto Fontes Rezendes nasceu em 21 de Abril de 1975, em Ponta Delgada, cidade onde sempre viveu e estudou. É licenciado em História e Ciências Sociais (Via Ensino) e Mestre em Património, Museologia e Desenvolvimento pela Universidade dos Açores. Entre 2001 e 2010 foi subdiretor do Museu Militar dos Açores tendo passado pelo Museu Militar de Lisboa e Arquivo Histórico Militar, onde realizouarquivística. Atualmente é professor da Universidade dos Açores e do Colégio do Castanheiro em Ponta Delgada, e Doutor em História Insular e Atlântica (séculos XV-XX) pela mesma universidade com o tema de dissertação “Receios, privações e miséria num ambiente de prevenção armada: ecos da II Guerra Mundial nos Açores”.

Outras Publicações

Todas
Livros
Capítulos
Artigos
Outras publicações

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade NOVA de Lisboa   //   Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA   //   Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545   //   Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

2.ª a 6.ª feira 10.00h - 13.00h // 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X