setembro, 2018

27setalldayII Congresso Internacional de História LocalConceito, práticas e desafios na contemporaneidade(Todo o dia) Avenida Luísa Todi, 468 - 2900-456 SetúbalTipologia do Evento:Congresso

Fotografia antiga do Porto de Setúbal

Ver mais

Detalhes do Evento

Segunda edição do Congresso Internacional de História Local, organizado pelo IHC com o objectivo de promover os estudos sobre história local e regional, bem como a partilha de desafios e obstáculos por parte dos investigadores/as. Chamada aberta até 30 de Junho de 2018.

 

II Congresso Internacional de História Local:
Conceito, práticas e desafios na contemporaneidade

 

No seguimento do desafio lançado a investigadores e estudiosos na sua primeira edição, o II Congresso Internacional de História Local propõe-se dar continuidade aos objectivos então traçados, procurado promover um espaço de partilha e reflexão interdisciplinar e comparada através do debate em torno de problemas, abordagens, metodologias e práticas de investigação, tendo em vista a valorização da importância da história local na historiografia contemporânea. Da mesma forma tem como propósito abrir espaço ao debate em torno do seu conceito, problematizando uma questão que está por clarificar na historiografia portuguesa.

A história local, desde meados do século XIX, tem despertado o interesse de investigadores e curiosos que estudam o passado de uma determinada região ou comunidade com o propósito de lhes restituir a memória coletiva e individual. A nível científico, essa realidade verifica-se na multiplicação de dissertações de mestrado e teses de doutoramento sobre temáticas relacionadas com a história local, potenciando um manancial de conhecimento científico inovador e uma nova vaga de historiadores interessados em trabalhar temas de diversas regiões.

Neste II Congresso Internacional de História Local, não sendo o foco exclusivo, pretende-se criar as condições para uma reflexão mais aprofundada e um diálogo permanente entre a investigação histórica local e as comunidades onde estas investigações se inserem. Procura-se, ainda, explorar a questão da recuperação da memória e as diferentes formas de retribuição que têm existido por parte da comunidade académica.

 

Programa:

Dia 1 – 27 de Setembro

Recepção dos participantes – 09h00 às 09h30
Sessão de Abertura – 09h30 às 09h45

Conferência Keynote Speaker – 09h45 às 10h30
Local History in a Global World: Why the subject is more important than ever” por Jonathan Healey (Kellogg College – University of Oxford)

Coffee-Break – 10h30 às 10h45

Iº Painel – «Prática(s) de História Local junto da Comunidade» – 10h45 às 12h00
Moderação: Diogo Ferreira (IHC-NOVA FCSH)

José Calado (CECHAP / Santa Casa da Misericórdia de Redondo) – “Cadernos d’ O Redondense: O Impacto de uma Coleção de História Local no seio de uma comunidade” – 10h45-11h00.
Tiago Simões da Silva (CHAM) – “Reflexão sobre a importância da História Local nas comunidades (a partir da experiência do projecto «Horta Histórica»)” – 11h00-11h15.
Adriano Constantino e Luís Rendeiro (Patrimonium – Centro de Estudos e Defesa do Patrimonium da Região de Peniche) – “Associação Patrimonium: estudo e divulgação da História Local em Peniche” – 11h15-11h30.

Almoço – 12h00 às 13h30

IIº Painel – «Divulgar o Património Histórico Local» – 13h30 às 14h30
Moderação: Maria Miguel Cardoso (Museu do Trabalho Michel Giacometti – CM Setúbal) – (a confirmar)

Roberto Caneira (Câmara Municipal de Salvaterra de Magos) – “Museu “Escaroupim e o Rio” – Museu de Afetos” – 13h30-13h45
Nuno José Miranda e Silva (Agrupamento de Escolas de Montemor-o-Novo) – “A história de cada escola e a liderança educacional: uma relação a desenvolver” – 13h45-14h00.
José Xavier Dias (Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos da Torre – Câmara de Lobos – Madeira) – “O Legado da Economia do Açúcar na Ilhada da Madeira: Estudos com alunos do 2.º e 3.º ciclos” – 14h00-14h15.

Coffee-Break – 14h30-14h45

IIIº Painel – «Movimentos Sociais e Resistência» – 14h45 às 16h15
Moderação: João Santos (IHC-NOVA FCSH)

Albérico Afonso Costa (ESE/IPS e IHC-NOVA FCSH) e Carlos Mouro (Investigador Independente) – “A Cooperativa de Pesca, de Consumo e de Edificação dos Trabalhadores do Mar de Setúbal – contextualização de um projecto local nas primeiras décadas do século XX” – 15h00-15h15.
João Madeira (IHC-NOVA FCSH) – “«Eles podem fazer tudo e nós nada»: As eleições presidenciais de 1949 vistas de Santiago do Cacém” – 15h15-15h30
Luís Carvalho (NOVA FCSH) – “O sindicalista José d’Almeida na história de Montemor-o-Novo” – 15h30-15h45 .
Pamela Cabreira (IHC-NOVA FCSH) – “O caso «Sogantal» e a resistência operária no Montijo no período revolucionário português (1974-1975)” – 15h45-16h00 .
Mazhar Abbas (Government College University – Faisalabad/Pakistan) – “Industrial Development and Socio Cultural Modernization in South Asia: A case Study of Colonial District Multan” – 16h00-16h15.

Dia 2 – 28 de Setembro

Conferência Keynote Speaker – 09h30 às 10h15
Moderação: Ana Alcântara (IHC-NOVA FCSH)
“O longe e o perto – Contributos para um Manifesto de valorização da História Local.” por Albérico Afonso Costa (ESE/IPS e IHC-NOVA FCSH)

Coffee Break – 10h15 – 10h30

IVº Painel – «Gestão e Administração Municipal (séc. XVIII e XIX)» 10h30 às 12h00
Moderação: Maria João Pereira Coutinho (IHA-NOVA FCSH)

Patrícia Costa (GHES/CSG – ISEG-UL) – “Potencialidades dos livros de contas para o estudo da administração municipal e suas relações com a Coroa em Portugal (s. XVIII)” – 10h30-10h45.
Sandra Patrício (Câmara Municipal de Sines) – “O juiz de fora de Sines e de Santiago do Cacém entre a Guerra Peninsular e 1834” – 10h45-11h00.
Nuno Pousinho (IHC-NOVA FCSH) – “O caciquismo oitocentista e a História regional e local” – 11h00-11h15.
Nulita Andrade (IHC-NOVA FCSH) – “Entre o centro e a periferia: o governo civil de Beja 1897-1898” – 11h15-11h30.
Paulo Leitão (IHC-NOVA FCSH) – “Os municípios liberais e a saúde dos povos (1880-1910): o caso do Distrito de Viseu” – 11h30-11h45.

Coffee Break – 12h00 às 12h15

Vº Painel – “História, Memória e Cultura Regional” – 12h15 às 13h30
Moderação: João Reis Ribeiro (Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão e Escola Secundária de Palmela)

Aureliano Barata (Núcleo de Artes e Letras de Fafe): “Fafe, cidade e município: os difíceis caminhos da modernidade (1834-1926)” – 12h15-12h30.
Bruno Madureira (IHC-NOVA FCSH) – “Associativismo filarmónico no concelho do Fundão – o fardo do isolamento” – 12h30-12h45.
Isabel Baltazar (IHC-NOVA FCSH) – “Irene de Vasconcelos, uma Europeísta esquecida de Arganil. O desafio da memória local na contemporaneidade” – 12h45-13h00.
Luís M. Santos (CESEM-NOVA FCSH) – “O movimento orquestral na província durante a I República” – 13h00-13h15.

Almoço – 13h30 às 14h30

VIº Painel – «Demografia, Indústria e Economias Agrárias» – 14h30 às 15h45
Moderação: Inês José (IHC-NOVA FCSH)

João de Almeida Barata (FLUL) – “«A Cidade e as Serras»: As Missões Agrícolas de Ferreira Lapa e Batalha Reis” – 14h30-14h45.
Rui Pedro Jacinto (IHC-NOVA FCSH) – “População e regime demográfico em duas freguesias do Sudoeste alentejano: Cercal e São Luís (1878–1900)” – 14h45-15h00.
José Manuel Brandão (IHC-NOVA FCSH) e José Leal da Silva (IHC-NOVA FCSH) – “A corrida aos minérios de manganés do Cercal-Odemira no último quartel do século XIX” – 15h00-15h15.
José Pedro Reis (FLUP) – “Os primórdios da Indústria na Trofa (A indústria têxtil e metalomecânica)” – 15h15-15h30.
Leonardo Aboim Pires (IHC-NOVA FCSH) – “Mercados e comércio inter-regional nas economias agrárias periféricas: as feiras de Vinhais no contexto do nordeste transmontano da 2ª metade do século XX” – 15h30-15h45.

Coffee Break – 16h00 às 16h15

Visita Guiada pela cidade de Setúbal – “Descobrir Setúbal através do seu património construído” – Albérico Afonso Costa (ESE/IPS e IHC-NOVA FCSH) – 16h15-18h00.

Encerramento dos trabalhos – 18h00.

 


Chamada para trabalhos:

A abertura de propostas de comunicação para todos os interessados tem como objectivos a divulgação de trabalhos de âmbito histórico local e regional e a partilha de desafios, bem como de obstáculos encontrados pelos investigadores ao longo do seu processo de investigação. Do mesmo modo, procura reflectir sobre o que é a História Local e a suas diversas potencialidades, em particular a sua íntima relação com as comunidades que aborda.

As propostas de comunicação sobre a História Local na contemporaneidade podem ser concebidas em torno dos seguintes eixos temáticos, sem exclusão de outros correlacionados:

Reflexões em torno da teoria e metodologia da história local;
O que significa e representa esta disciplina;
História e Comunidade;
A importância da história local no ensino secundário e superior;
Municípios e Poder Local;
O papel das associações locais;
Temas e trabalhos que envolvam a história de uma região (sécs. XVIII-XX).

As propostas (250/300 palavras) deverão fazer-se acompanhar de título e de uma biografia resumida do autor (máximo 100 palavras). As comunicações aceites resultarão em apresentações de 15 minutos.

Envie a sua proposta para o email: localhistory.ihc.2017@gmail.com

Línguas de trabalho: Português e Inglês (não haverá interpretação simultânea)

 

📄  Chamada para comunicações (PDF)

 

Calendarização:

Término de apresentação de propostas: 30 de Junho de 2018

Respostas às propostas apresentadas: 30 de Julho de 2018

Divulgação do programa: Agosto de 2018

Prazo para inscrição com comunicação: 30 de Julho de 2018

Prazo para inscrição sem comunicação: 26 de Setembro de 2018

 

Inscrição:

Público geral: 25 euros
Estudantes/Investigadores: 15 euros

 

Comissão organizadora:

Ana Paula Pires (IHC-NOVA FCSH e Universidade de Stanford)
Diogo Ferreira (IHC-NOVA FCSH)
Inês José (IHC-NOVA FCSH)
João Pedro Santos (IHC-NOVA FCSH)
Mariana Castro (IHC-NOVA FCSH)
Nuno Simões (IHC-NOVA FCSH)
Teresa Nunes (FLUL e IHC–NOVA FCSH)

 

Comissão Científica:

Albérico Afonso da Costa Alho (ESE/IPS e IHC –NOVA FCSH)
Ana Paula Pires (IHC –NOVA FCSH e Universidade de Stanford)
António José Queiroz (CEFi-UCP e CEPESE)
António Ventura (FLUL)
João Miguel Henriques (CMC e IHC- NOVA FCSH)
Jorge Fernandes Alves (FLUP)
Luís Espinha da Silveira (IHC-NOVA FCSH)
Maria Conceição Meireles (FLUP)
Maria João Raminhos Duarte (Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes e IHC –NOVA FCSH)
Margarida Sobral Neto (FLUC)
Paula Godinho (IHC-NOVA FCSH)
Paulo Jorge Fernandes (IHC –NOVA FCSH)
Paulo Miguel Rodrigues (Universidade da Madeira)
Sérgio Rezendes (Universidade dos Açores e IHC –NOVA FCSH)
Teresa Nunes (FLUL e IHC –NOVA FCSH)

 

Cartaz do II Congresso Internacional de História Local

Imagem: Porto de Setúbal (sem data). Estúdio Mário Novais (1899-1967). Biblioteca de Arte da Gulbenkian.

Tempo

setembro 27 (Quinta-feira) - 28 (Sexta-feira)

Localização

Casa da Baía de Setúbal

Avenida Luísa Todi, 468 - 2900-456 Setúbal

X