Diogo Ferreira

Mestre

Economia, Sociedade, Património e Inovação

Contacto:
diogofilipesantosferreira@gmail.com

Biografia

Diogo Ferreira, nascido em Setúbal a 28 de Julho 1991, é licenciado em História (2013) e Mestre em História Contemporânea (2015) pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa. Nesta mesma instituição integra o Instituto de História Contemporânea como investigador integrado. A sua dissertação de mestrado, “Setúbal e a Primeira Guerra Mundial (1914-1918)”, representou a descoberta da sua paixão pelo passado desta região.

Actualmente está a desenvolver a sua tese de Doutoramento intitulada “Setúbal entre Guerras (1919-1945): Um itinerário de história local”, continuado a especialização na área. Os seus principais focos de investigação são a teoria e metodologia da história local e a evolução política, económica e social do concelho de Setúbal na primeira metade do século XX no quadro nacional e internacional.

Procura ser um cidadão activo na comunidade onde está inserido, envolvendo-se em actividades de voluntariado (e.g. Feel4Planet), bem como enquanto dirigente da Liga dos Amigos de Setúbal e a Azeitão (1955), cujo principal foco é a “defesa e divulgação do património cultural, ambiental e social numa perspectiva do desenvolvimento regional.” Foi o “Jovem Revelação 2016” na área «Investigação», prémio atribuído pela edilidade setubalense.

Áreas de Investigação

  • Teoria e método da história local
  • História de Setúbal
  • História do século XX
  • História económica e social

Publicações destacadas

  • Ferreira, Diogo. Setúbal e a Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Setúbal: Estuário, 2017.
  • Ferreira, Diogo & Pedro Marquês de Sousa. Os Combatentes do Concelho de Setúbal na Grande Guerra em França (1917-1918). Montijo: Núcleo de Setúbal da Liga dos Combatentes, 2017.
  • Ferreira, Diogo, “Macau e a Revolução Republicana da China: Perspectivas Diplomáticas e Ópticas Contemporâneas,” in Telheiras: Cadernos Culturais nº9, organizado por Fernando Andrade Lemos e José António Silva, 297-310. Lisboa: Centro Cultural Eça de Queirós, 2016.
  • Ferreira, Diogo, “O jornal «A Restauração» (1918): Os monárquico-integralistas de Setúbal,” in Telheiras: Cadernos Culturais nº8, organizado por Fernando Andrade Lemos e José António Silva, 114-125. Lisboa: Centro Cultural Eça de Queirós, 2015.

Projectos principais

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade NOVA de Lisboa   //   Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA   //   Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545   //   Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

2.ª a 6.ª feira 10.00h - 13.00h // 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X