Contratação de 14 Doutorados/as

Mai 25, 2017 | Destaque, IHC, Oportunidades

Prazo de candidatura: 25 de Maio de 2018
Local de trabalho: Instituto de História Contemporânea
Instituição:
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa

Encontra-se aberto o concurso para o preenchimento de 92 lugares para investigadores/as doutorados/as nas áreas das ciências sociais e humanidades, doas quais 14 estão atribuídos ao Instituto de História Contemporânea.

O concurso é aberto ao abrigo do Artigo 23.º (Norma Transitória) do Decreto-Lei n.º 57/2016, de 29 de Agosto, alterado pela Lei n.º 57/2017, de 19 de Julho.

 

Aviso n.º 4786/2018 – Diário da República, 2.ª série — N.º 71 — 11 de Abril de 2018

[Excerto do edital]

21 — 14 lugares de doutorados(as) para o exercício de atividades de investigação no Instituto de História Contemporânea — IHC, especificando -se de seguida a descrição de cada lugar, os critérios de avaliação e o respetivo júri.

21.1.1 — Lugar 1
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, b) com o objetivo de comparar o processo histórico de transição democrática sucedido em Itália do pós -Segunda Guerra e Portugal da segunda metade dos anos setenta, tendo como foco as relações entre o Estado e a Igreja.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/62897/2009.

21.1.2 — Lugar 2
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, nos domínios de história ambiental, b) com o objetivo de averiguar possíveis correlações entre a evolução dos sistemas eleitorais e a dos modelos de gestão de florestas e da água, num quadro político de parlamentarismo.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/72225/2010.

21.1.3 — Lugar 3
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, b) com o objetivo de realizar um estudo comparado sobre a história internacional do Partido Comunista Português, do Partido Comunista Italiano e do Partido Comunista Francês, tendo como suporte analítico a composição social das suas elites, a sua dimensão internacional, a circulação de ideias, a organização interna, os programas e as táticas estratégicas.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/88846/2012.

21.1.4 — Lugar 4
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, b) com o objetivo de analisar o desenvolvimento histórico da imagem de Portugal na ficção cinematográfica e televisiva das democracias ocidentais entre 1933 e 1974, nomeadamente os Estados Unidos da América, Reino Unido, França e República Federal da Alemanha.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/85145/2012.

21.1.5 — Lugar 5
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, b) com o objetivo de compreender a relação histórica entre a evolução das culturas de trabalho, as grandes mutações políticas e o desenvolvimento económico em Portugal, Espanha e Brasil entre 1960 e 1990.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/68340/2010.

21.1.6 — Lugar 6
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, designadamente sobre os processos históricos de democratização da
Europa ocidental, b) com o objetivo de estudar comparativamente as medidas de controlo da violência política e a sua compatibilização com os valores democráticos.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/88159/2012.

21.1.7 — Lugar 7
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, b) com o objetivo de estudar as reformas constitucionais no período democrático e a sua relação com a evolução política, económica e social de Portugal e do mundo, visando analisar o seu impacte na reconfiguração do papel do Estado e a sua intervenção sobre a atividade económica.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/77273/2011.

21.1.8 — Lugar 8
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em Arqueologia e História Contemporânea, b) com o objetivo de identificar, registar, analisar e interpretar a presença da faiança portuguesa nos antigos territórios ultramarinos portugueses e nos centros produtores que para ali exportaram.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/76147/2011.

21.1.9 — Lugar 9
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, b) com o objetivo de estudar o processo de desmantelamento da polícia política da ditadura de Salazar e Caetano que se seguiu ao golpe de 25 de Abril de 1974, bem como o subsequente processo de justiça política ocorrido na transição para a democracia em Portugal.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/88519/2012.

21.1.10 — Lugar 10
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, b) com o objetivo de estudar o modo como a memória e o território moldaram os encontros culturais ocorridos entre militares e a população civil — branca e negra — em Angola e Moçambique, no período compreendido entre 1914 e 1918.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/111782/2015.

21.1.11 — Lugar 11
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, b) com o objetivo de estudar o papel desempenhado pelas câmaras de representação política nos regimes autoritários e fascista que emergiram na Europa do Sul no período entre guerras.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/84797/2012.

21.1.12 — Lugar 12
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, b) com o objetivo de estudar o processo de integração de Portugal na CEE numa perspetiva das ajudas de pré-adesão como um instrumento do processo de europeização.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/96505/2013.

21.1.13 — Lugar 13
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, b) com o objetivo de analisar os processos de transição dos partidos de esquerda para os regimes fascistas na Europa no período entre guerras, a partir de seis casos nacionais: Itália, França, Espanha, Portugal, Bélgica e Alemanha.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/96373/2013.

21.1.14 — Lugar 14
Este lugar destina -se a desenvolver um plano de atividades de investigação e disseminação de conhecimento a) em História Contemporânea, no domínio da história e da teoria crítica da fotografia, b) com o objetivo de estudar fotografias da paisagem enquanto lugar-comum relativas ao território português na segunda metade do século XX numa visão comparada.
O lugar é aberto nos termos do n.º 1 do artigo 23.º do RJEC, designadamente tendo em consideração a bolsa com a referência SFRH/BPD/96267/2013.

21.2 — Os critérios da avaliação e seriação dos(as) candidatos(as) são os seguintes:
a) Produção científica, cultural e artística considerada mais relevante pelo(a) candidato(a), associada ao lugar a concurso, sendo avaliada a qualidade intrínseca do respetivo conteúdo (0 — 50 pontos);
b) Atividades de investigação consideradas de maior impacto pelo(a) candidato(a), associadas ao lugar a concurso, considerando a coordenação e/ou participação em projetos de investigação avaliados por entidades nacionais ou internacionais; a submissão de candidaturas aprovadas e não aprovadas; comunicações apresentadas em encontros científicos; atividades de arbitragem científica; a participação em redes e parcerias; a proposta de projeto de investigação e respetivo plano de atividades (0 — 40 pontos);
c) Atividades de extensão e/ou disseminação consideradas de maior impacto pelo(a) candidato(a), associadas ao lugar a concurso, incluindo a organização de encontros científicos; a elaboração de pareceres, estudos e relatórios para organizações dos setores público e privado e agentes da sociedade civil; difusão de conhecimento para públicos alargados; apresentação de resultados de investigação em meios de comunicação
social (0 — 10 pontos).

21.3 — Em conformidade com o artigo 13.º do RJEC, o júri tem a seguinte composição:
Presidente:
Pedro Aires Ribeiro da Cunha Oliveira, Professor Auxiliar e Diretor do IHC, por delegação do Doutor Francisco Caramelo, Professor Catedrático e Diretor da NOVA FCSH.
4 Vogais efetivos:
Doutora Maria de Fátima Nunes, Professora Catedrática;
Doutora Maria Inácia Rezola y Palacios Clemente, Professora Adjunta;
Doutor Paulo Jorge Chalante Azevedo Fernandes, Professor Auxiliar;
Doutor Daniel Ribeiro Alves, Professor Auxiliar.

[Fim de excerto do edital]

 

Consulte AQUI o edital completo, com todas as informações legais pertinentes.

As candidaturas deverão ser instruídas com a documentação solicitada no edital e entregues no Expediente da NOVA FCSH, localizado no 1º piso da Torre B, ou enviadas por correio.
Qualquer pedido de informação de ser dirigidos para o email: empregocientifico@fcsh.unl.pt

Outras Oportunidades

Todas
IHC
Outras Instituições
Prémios

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade NOVA de Lisboa   //   Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA   //   Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545   //   Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

2.ª a 6.ª feira 10.00h - 13.00h // 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X