Ana Cabrera

Doutor/a

Biografia

É doutorada em História Institucional e Política Contemporânea, mestre em Ciências da Comunicação e Licenciada em História.

É investigadora no Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Coordenou projectos de investigação financiados pela FCT. As áreas de investigação são Comunicação Política e estudos de género, História dos Media e do Jornalismo, Censura e Liberdade de Expressão. É autora de diversos livros, como Marcelo Caetano: Imprensa e Poder (2006).

Áreas de Investigação

A comunicação politica dá unidade às minhas três áreas de investigação:

  • História dos media e do jornalismo
  • Género, política e visibilidade mediática
  • Censura e liberdade de expressão

Publicações destacadas

  • Cabrera, Ana, “A imprensa portuguesa no Estado Novo,” in Uma História da Imprensa Lusófona – Volume II, organizado por Jorge Pedro Sousa, Helena Lima, António Hohlfeldt e Marialva Barbosa, 311-384. Porto: Media XXI, 2017. [link]
  • Cabrera, Ana, Carla Baptista, Carla Martins, Maria José Mata & Teresa Mendes Flores. Política no Feminino. Lisboa: Aletheia Editores, 2016. [link]
  • Cabrera, Ana, “A crise das democracias e a liberdade de expressão,” in Comunicação e Liberdade de Expressão: Atualidades, organizado por Cristina Costa, 129-138. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da USP, 2016. [PDF]
  • Cabrera, Ana. Marcello Caetano: Imprensa e Poder. Lisboa: Livros Horizonte, 2006.

Projectos principais

  • Investigadora de pós-doutoramento FCT (SFRH/BPD/101144/2014) com o projecto “Vozes de mulheres nos velhos clubes masculinos? A voz das mulheres portuguesas em instituições europeias” (VMPIUE).

Questão central do projecto:
Como, e em que medida, as líderes políticas na UE têm usado a sua voz para incluir questões de género na agenda política? Que ecos públicos tem a sua voz? Este projecto responde a estas questões e analisa a acção discursiva em três assuntos: desigualdade na política e mainstreaming, desemprego, violência de género.
A inovação e motivação da investigação reside na procura de explicações e resultados sobre três assuntos prementes para Portugal, a partir da UE que lidera a dinâmica de temas de género. As questões principais são: as vozes das mulheres são ouvidas nas agendas políticas europeias? Os media fazem a mediação pública do seu trabalho? Serão os novos media um meio de diálogo entre as políticas e os/as cidadã/os?
O projecto incide sobre o período 1987-2013, organiza-se em três sub-projectos (Vozes Políticas, Vozes Mediáticas, Vozes nas Redes Sociais) e realiza-se numa triangulação de metodologias (qualitativas, quantitativas, análise histórica).

 

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade NOVA de Lisboa   //   Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA   //   Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545   //   Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

2.ª a 6.ª feira 10.00h - 13.00h // 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X