Ana Bigotte Vieira

Doutor/a

Cultura, Identidades e Poder

Contacto:
anabigottevieira@gmail.com

Biografia

Ana Bigotte Vieira licenciou-se em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL). Especializou-se nas áreas da Cultura e Filosofia Contemporâneas (NOVA FCSH) e em Estudos de Teatro (ULisboa). Entre 2009 e 2012 foi Visiting Scholar no Departamento de Performance Studies da New York University Tisch School of the Arts.

A sua tese de Doutoramento “NO ALEPH, para um olhar sobre o Serviço ACARTE da Fundação Calouste Gulbenkian entre 1984 e 1989” recebeu uma Menção Honrosa em História Contemporânea pela Fundação Mário Soares. Esta investigação incide sobre o papel performativo dos Museus de Arte Moderna, centrando-se nas transformações culturais por que Portugal passa após a entrada na União Europeia – e o modo como estas encontram no corpo um terreno particular de expressão.

Integra o grupo Cultura, Poder e Identidades do Instituto de História Contemporânea onde co-organizou, com Luís Trindade e Giulia Bonali, o ciclo “Quando Foram os Anos 80?”. É co-fundadora, editora e curadora da plataforma baldio | Estudos de Performance, e dramaturgista em teatro e em dança. Recebeu um Dwight Conquergood Award na Performance Studies International #17, Utrecht. Integra a Associação BUALA. Juntamente com Sandra Lang (CH), tem organizado uma série de eventos discursivos e performativos em torno da relação entre arte e política. Presentemente, desenvolve, com o coreógrafo João dos Santos Martins, um projecto de historicização colectiva da dança em Portugal “Para uma timeline a haver”, que tem a forma de uma instalação/exposição.

Áreas de Investigação

  • Teatro
  • Estudos de performance e dança
  • História cultural
  • Filosofia contemporânea
  • Estudos de fronteira

Publicações destacadas

  • Vieira, Ana Bigotte & André Silveira, “Lourdes Castro and Manuel Zimbro | Un Autre Livre Rouge: un autre livre, un autre rouge, un autre autre,” in Art, Global Maoism, and the Chinese Cultural Revolution, editado por Jacopo Galimberti, Victoria H. F. Scott, e Noemi de Haro García. Manchester: Manchester University Press, no prelo.
  • Vieira, Ana Bigotte, “Turn, turtle! Uso [Use], Espaço [Space] and Falta [Lack/Missing],” in Turn Turtle, Turn! Reenacting The Institute, editado por Elke van Campenhout. Berlim: Alexander Verlag, 2017. [link]
  • Vieira, Ana Bigotte & Ricardo Seiça Salgado, “The 60s, TDR, and Performance Studies: from a 2009 interview by Ana Bigotte Vieira and Ricardo Seiça Salgado, revised in 2014 by Richard Schechner,” in Performed Imaginaries, de Richard Schechner. Abingdon: Routledge, 2015. [link]
  • Vieira, Ana Bigotte. “”I guess you guys aren’t ready for that yet… but your kids are gonna love it” ,” in L’Internationale Online – Decolonising Museums, e 71-95. Ghent: L’Internationale Online, 2015. [PDF]

Projectos principais

  • Co-coordenadora, em conjunto com João dos Santos Martins, do projecto “A Timeline To Be: periodization and collective mapping concerning dance as an artistic practice in 20th century’s Portugal” — Com o apoio do Teatro Sá da Bandeira, Teatro Viriato, Fundação Calouste Gulbenkian e DGARTES. [link]

 

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade NOVA de Lisboa   //   Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA   //   Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545   //   Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

2.ª a 6.ª feira 10.00h - 13.00h // 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X