Ana Alcântara

Mestre

História, Território e Ambiente

Contacto:
anaralcantara@gmail.com
LinkedIn

Biografia

É investigadora do Instituto de História Contemporânea desde 2008. Actualmente desenvolve investigação subordinada ao tema “A Lisboa operária no final do século XIX (1890-1900)”, no âmbito do Curso de Doutoramento em História (NOVA FCSH).

Mestre em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica (Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação – Universidade Nova de Lisboa), com a tese “Caminho-de-ferro e População na Cova da Beira (1878-1930). Um modelo de acessibilidade”. Licenciada em História-Arqueologia (NOVA FCSH).

Autora dos artigos:
“Uma geografia da Lisboa operária em 1890”, Atas do I Congresso de História do Movimento Operário e dos Movimentos Sociais em Portugal, Instituto de História Contemporânea, Lisboa, 2016, pp. 38-52
“A indústria conserveira e a evolução urbana de Setúbal, (1854-1914)”, MUSA – Museus, Arqueologia & Outros Patrimónios, vol. 3, 2010, pp. 237-247

Co-autora, entre outros, dos artigos:
Population and Railways in Portugal (1801 – 1930)”, História, Património e Infraestruturas do Caminho-de-Ferro: Visões do Passado e Perspectivas do Futuro, 2014, pp. 63 – 89.
The Evolution of Population Distribution on the Iberian Peninsula: A Transnational Approach (1877-2001)”, Historical Methods: A Journal of Quantitative and Interdisciplinary History, 2013, pp. 157-174.
The impact of railroad accessibility on the population of Portugal’s Inland North Region (1878-1930). The Tua and the Beira Baixa lines”, Railroads in Historical Context: construction, costs and consequences, 2012, pp.95-117.
“Caminhos-de-ferro, população e desigualdades territoriais em Portugal, 1801-1930”, Ler História, nº 61, 2011, pp.7-39.

Áreas de Investigação

  • Século XIX
  • Sistemas de Informação Geográfica aplicados à História
  • História urbana
  • História do operariado, da indústria e dos transportes

Publicações destacadas

  • Alcântara, Ana, “Uma geografia da Lisboa operária em 1890,” in Atas do I Congresso de História do Movimento Operário e dos Movimentos Sociais em Portugal, 13-15 de março de 2013, FCSH-UNL, Vol. I., coordenado por António Simões do Paço, Cátia Teixeira, Paula Godinho, Raquel Varela e Virgílio Borges Pereira, 38–52. Lisboa: Instituto de História Contemporânea, 2016. [PDF]
  • Espinha da Silveira, Luís, Daniel Alves, Marco Painho, Ana Cristina Costa & Ana Alcântara. “The Evolution of Population Distribution on the Iberian Peninsula: A Transnational Approach (1877-2001),” Historical Methods: A Journal of Quantitative and Interdisciplinary History 46 (2013): 157-174. [resumo].
  • Espinha da Silveira, Luís, Daniel Alves, Nuno Miguel Lima, Ana Alcântara & Josep Puig. “Population and Railways in Portugal, 1801-1930,” Journal of Interdisciplinary History 42 (2011): 29-52. [resumo]
  • Espinha da Silveira, Luís, Nuno Miguel Lima & Ana Alcântara, “The impact of railroad accessibility on the population of Portugal’s Inland North Region (1878-1930). The Tua and the Beira Baixa lines,” in Proceedings of the FOZTUA International Conference: Railroads in Historical Context: Construction, costs and consequences. Volume I, editado por Anne McCants, Eduardo Beira, José M. Lopes Cordeiro e Paulo Lourenço, 95-117. Vila Nova de Gaia: Inovatec, 2011. [PDF]

Projectos principais

CONTACTOS

Instituto de História Contemporânea Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade NOVA de Lisboa   //   Av. Berna, 26 C 1069-061 LISBOA   //   Tel.: +351 21 7908300 ext. 1545   //   Email: ihc@fcsh.unl.pt

HORÁRIO

2.ª a 6.ª feira 10.00h - 13.00h // 14.00h - 18.00h

Pesquisa

Share This
X